Por: diario | 02/03/2019

Conhecida por participar de vários movimentos pelos direitos do povos indígenas no Brasil, Ana Patté, indígena de José Boiteux, será a primeira Xokleng do país a ocupar um cargo na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). A partir do dia 17 de março ela vai assessorar a deputada Isa Penna do PSOL.

A jovem de 27 anos, que é formada em Licenciatura Indígena com Ênfase em Direitos Indígenas e que estava cursando Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc), vai atuar justamente numa área na qual é especialista: ela assume o cargo de assessora parlamentar sobre as questões indígenas, direitos indígenas e mudanças climáticas.

Ana também participa de movimentos indígenas em Santa Catarina e mobilizações nacionais, além de fazer parte do Comitê Indígena de Mudanças Climáticas e diz que quer levar esses temas para discussão na Assembleia Legislativa. “Tenho debatido nos últimos anos a questão das mudanças climáticas e principalmente nos biomas do Sul do Brasil como os pampas e mata atlântica e quero chamar a atenção dos políticos para essas questões”

Ela ressalta que ficou lisonjeada com o convite e pretende continuar atuando em prol do direito dos indígenas. “Acredito que esse momento é bem oportuno para nós, povos indígenas. Já temos uma deputada federal, e fazendo parte desse processo político, sei que estaremos também na luta pela defesa das nossas causas, então é bem importante porque a atual conjuntura tem desfavorecido os povos indígenas”, afirmou.

Questionada se acredita que possa fazer a diferença através da atuação política ela garante que é essa é uma luta constante e que ainda deve durar muito tempo. “A luta vai ser constante para nós indígenas do Brasil inteiro, mas estando nesse meio político é estratégico para darmos continuidade aos nosso direitos, ao não retrocesso pela demarcação das terras indígenas e pela não privatização de alguns órgãos”, concluiu.

Helena Marquardt