Por: diario | 20/06/2016

Um leilão de bens públicos será realizado no dia 27 de junho em Vítor Meireles. O valor inicial dos cinco lotes somados chega a R$ 104,1 mil e deve ser utilizado para a reconstrução de uma ponte no Centro da cidade e a renovação da frota de veículos da Secretaria de Saúde.

O leilão acontecerá às 9h30 no auditório da prefeitura. Os itens à venda são um automóvel com lance inicial no valor de R$ R$ 6.300,00, uma caminhoneta por R$ 14.800,00, uma van de 16 lugares por R$ R$ 26.400,00, um caminhão no valor de R$ 56.600,00 e um kit caçamba por R$ 7.450,00.

De acordo com o secretário de Administração do município, Claudinei Feliciano, o montante arrecadado com dois dos lotes leiloados, será utilizado para a renovação da frota de secretaria de saúde. Já o valor dos outros três lotes, será direcionado para a reconstrução da ponte sobre o ribeirão Palmitos e que foi danificada pelas enxurradas em 2015. “São veículos que a gente recebeu de doação da Receita Feral, esse caminhão inclusive foi solicitado, mas levou um ano para ser entregue e nesse período o município adquiriu outro, então hoje para nós ele tem muito mais serventia para a reconstrução da ponte”, revelou Feliciano.

Para a obra o secretário afirma que devem ser gastos cerca de R$ 250 mil. Além do valor arrecadado no leilão a prefeitura também conta com recursos da Defesa Civil do Estado. O convênio já foi assinado na quarta-feira (15), e agora o município aguarda o repasse de R$ 137.517,03.

Leilão simultâneo

Os interessados em participar dos lances terão a possiblidade de fazer a oferta até mesmo pela internet. Os lances já podem ser dados através do site leiloador.com.br . Para o cadastro é necessário ter em mãos a identidade, CPF e comprovante de residência. Na versão on-line o leilão já está aberto. Durante os lances presenciais, as ofertas feitas pela internet serão computadas simultaneamente.

“Hoje em dia existem profissionais de compra de leilão. Fora os clientes habituais, garagistas, pessoas que gostam de investir. É um mercado bom para investimentos, você pode comprar por valores muito bons tanto bens móveis como imóveis, então muita gente faz ótimos negócios”, comenta o leiloeiro público oficial, Júlio Ramos.

O leiloeiro afirma ainda que para os municípios a venda dos bens desta forma também traz diversos benefícios. “O leilão é uma maneira da prefeitura arrecadar um bom dinheiro, fazer a renovação da sua frota, proporcionando um bom ganho”, fala Ramos.

Após a arrematação dos bens, o comprador precisa fazer o pagamento à vista. Ramos explica que o valor pode ser pago em dois cheques, um para a prefeitura no valor do lote arrematado e outro para o leiloeiro com a comissão. Desta maneira o lote comprado só pode ser retirado após a compensação dos cheques. Já quem optar por realizar o pagamento em dinheiro poderá retirar o lote em seguida.

Ramos falou ainda que atualmente atende 165 municípios de Santa Catarina e tem cerca 2,5 milhões de pessoas cadastradas. “Como a prefeitura não paga nada pelo serviço ela prefere fazer os leilões com o leiloeiros oficiais porque temos várias ferramentas de divulgação”, finaliza.