Por: diario | 26/06/2018

Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), registrou o menor fluxo de passageiros de janeiro a maio nos últimos seis anos. De acordo com dados da concessionária que administra a estrutura, nos cinco primeiros meses do ano, passaram pelo terminal 3,6 milhões de pessoas, índice mais baixo que o de 2013, o menor até então, com 3,8 milhões de passageiros. Por outro lado, a circulação de cargas bateu recorde positivo e atingiu o maior número desde 2014, com 89,9 mil toneladas movimentadas no período, entre exportações, importações e remessas expressas.

O fluxo de passageiros ainda registrou queda de 8,2% em comparação com o mesmo período do ano passado, quando a movimentação foi de 3,9 milhões. O ano com maior circulação de pessoas nos cinco primeiros meses foi 2015, com 4,3 milhões de passageiros. Em maio deste ano, estiveram em trânsito pela estrutura 712,2 mil pessoas. O mês com maior índice foi janeiro.

 

Receba primeiro as notícias do Jornal Diário do Alto Vale, faça parte do grupo de Whatsapp. Clique aqui

 

Os 712,2 mil passageiros registrados em maio também foram o pior índice do mês em seis anos. Antes, o número mais baixo havia sido em 2013, com 770,1 mil pessoas em circulação pelo terminal, entre voos domésticos e internacionais. A justificativa da concessionária Aeroportos Brasil Viracopos para a queda continua sendo a crise econômica.

O presidente Gustavo Müssnich afirmou que a projeção é de que o cenário de diminuição do fluxo permaneça e o terminal feche o ano com 9 milhões de passageiros, número que seria o menor desde 2012 – antes da expansão e primeiro ano de concessão da Aeroportos Brasil.

Para tentar reduzir os impactos da queda e melhorar a circulação de pessoas, a concessionária confia na abertura dos voos de Campinas para Paris no segundo semestre e do aumento da frequência para Lisboa. Todos os trajetos são operados pela Azul Linhas Aéreas.

Cargas

De acordo com dados da concessionária Aeroportos Brasil Viracopos, as 89,9 mil toneladas de carga de janeiro a maio foram o maior índice registrado no aeroporto em cinco anos. O pior ano foi 2016, quando circularam no terminal 60,9 mil toneladas, entre importações, exportações e remessas expressas.

O índice de maio, de 17,6 mil toneladas, também foi o maior em quatro anos. Confira os dados completos no gráfico.

Recuperação judicial

O fluxo de passageiros abaixo do esperado foi apontado como uma das justificativas de Viracopos para o pedido de recuperação judicial da estrutura, protocolado no dia 7 de maio e aceito pela Justiça no dia 23 de maio. Com dívida total de R$ 2,88 bilhões, o terminal tem prazo de 60 dias para apresentação do plano de recuperação.