Por: diario | 17/10/2018

Ainda estamos na metade do mês de outubro, mas alguns comerciantes do Alto Vale já se preocupam com as contratações temporárias para o fim do ano, época onde o comércio é movimentado pelas vendas do Natal e também do Ano Novo. São lojas de roupas, brinquedos, calçados, joias e vários segmentos que apostam em colaboradores temporários para manter o bom atendimento no período em que as vendas aumentam na região.

Conforme o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Daniel Emilio Tschumi, no Centro de Rio do Sul várias lojas já estão contratando e procurando colaboradores para vagas temporárias.

“Já tem várias empresas que estão contratando, não temos uma média de quantas, mas ficamos sabendo até mesmo por conversar com vários lojistas, muitos comércios, principalmente no Centro, estão contratando. Agora entram em prazo de experiência dos 30 mais 90 então os comerciantes acabam pegando temporário e depois, dependendo do desempenho do funcionário, ele pode até ser contratado de forma definitiva”, explica.

Quer receber as notícias no Whatsapp? Clique aqui

Tschumi pontua ainda que mesmo estando no mês de outubro, as vagas ainda tendem a aumentar bastante.

“As vagas tendem a aumentar até porque é necessário ter um pouco de experiência na empresa, muitas aproveitam o período de outubro e novembro para estar aprendendo e estar preparadas para as datas comemorativas. Tem a questão também de quem trabalha com sazonalidade, que é mais o pessoal do vestuário principalmente, começam a contratar em outubro que é a mudança de estação, então começam a receber mercadoria de verão, em novembro tem a black friday, então são os três meses que para quem estiver procurando emprego pode distribuir currículo por aí que com certeza vai conseguir trabalhar ”, destaca.

Outro destaque é a SSP Brasil e a CDL, onde as empresas realizaram pesquisas que comprovam que serão criadas 60 mil vagas de empregos no Brasil todo, número expressivo que deve refletir positivamente na economia brasileira e na geração de empregos.

Um dos comerciantes do ramo de joias em Rio do Sul, Amancilio Cardoso, conta que neste ano vai contratar uma pessoa para trabalhar temporariamente.

“Contratamos do dia 24 de novembro ao dia 24 de dezembro, para futura contratação depende muito de como o mercado reage, se percebemos que existe demanda acaba se efetivando, mas tudo isso depende do mercado. Até escutei o pessoal comentando sobre o Dia das Crianças que é o termômetro e quando as vendas cresceram em média de 4% então é um número que estão prevendo para o fim de ano”, destacou.

O comerciante ainda explicou que para o ramo das joias essa contratação precisa ser pensada com antecedência.

“Esse ano estamos contratando, mas geralmente procuramos ter o nosso grupo fechado porque o nosso ramo não dá para ser em cima da hora, tem que ser algo trabalhado, que a pessoa esteja ciente do que ela irá fazer”, declarou.

O comerciante, Rafael Hafemann Moser, destaca que com o aumento das vendas é necessário optar por contratações temporárias.

“A gente percebe que há um aumento natural das vendas para nós no mês dezembro onde é a nossa data forte, a principal data de vendas é no Natal e existe uma demanda maior, principalmente na área de vendas e a gente acaba contratando cerca de duas funcionárias a mais por loja para atender essa demanda no mês de dezembro”, destacou.

Ele comenta que apesar de no mês de outubro as vendas ainda não estarem a todo vapor, nos próximos meses a procura por novas mercadorias deve chegar.

Quer receber as notícias no Whatsapp? Clique aqui

“Até o momento não percebemos uma melhora, por conta desse ano atípico que estamos tendo, mas acredito que para o final do ano deve começar a dar sinais de aquecimento e alguns resultados mais positivos no comércio”, argumentou.

Tatiana Hoeltgebaum

Veja também as últimas atualizações: