Por: diario | 16/05/2018

No último sábado (12) de maio, a Secretaria de Saúde de Trombudo Central, realizou o dia D de mobilização Nacional da campanha de vacinação contra a gripe, com o objetivo de imunizar os grupos prioritários, 107 pessoas receberam a vacina. E desde que a campanha iniciou, ao todo já somam 995 pessoas imunizadas.

De acordo com a Secretária de Saúde, Tania Bini Azevedo Waltrick, a média de pessoas a serem imunizadas foi atingida. “O dia D ficou dentro da nossa expectativa e do que é esperado, do que a gente costuma fazer todos os anos. Nesse sábado foram vacinadas 107 pessoas, algumas metas estão em 50% delas, duas já atingimos quase 100% que foram dos trabalhadores da saúde e das puérpuras, os demais grupos estamos em 50% então fazemos um apelo para que eles realmente procurem o posto de saúde para vacinação”, destacou Tania.

A Secretaria de Saúde organizou ainda um relatório constando o resultado parcial com a meta de cada grupo e quantas receberam a vacina, assim o setor pode controlar a quantidade que falta se vacinar nos próximos dias até encerrar a campanha.

A vacina para os grupos prioritários estará disponível até o dia 1º de junho, quando a campanha é encerrada, por isso, a secretária alerta aos que ainda não compareceram na Unidade Básica de Saúde para programarem-se, já que depois desse período a campanha segue para as outras pessoas quais não se se enquadram nos grupos prioritários receberem.

“Esperamos que o restante procure o posto de saúde para vacinação, porque normalmente depois do dia 1º recebemos a orientação para receber o público não prioritário, então de repente as pessoas não procuram agora e vem depois e pode ser que não tenha mais, pois não é sempre que sobra. Quando sobra nós abrimos para todo o público então fazemos o pedido para que a população procure, exerça o direito e venha tomar a vacina”, finalizou a Secretária.

A vacina

De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina gratuita é trivalente. Ou seja, protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, conforme determinação da Organização Mundial da Saúde (OMS), incluindo o H1N1 e o H3N2.

Prevenção

A vacina contra gripe é segura e salva vidas. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias, de 39% a 75% a mortalidade global e em, aproximadamente, 50% nas doenças relacionadas à influenza.

Tatiana Hoeltgebaum

Receba primeiro as notícias do Jornal Diário do Alto Vale, faça parte do grupo de Whatsapp. Clique aqui