Por: diario | 07/08/2018

Tomate, a batata, a banana e a carne bovina de primeira foram os alimentos que tiveram a maior redução de preço na cesta básica em julho, segundo levantamento do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Os maiores aumentos foram nos preços do leite integral, da farinha de trigo (pesquisada na região Centro-Sul), do pão francês e do arroz agulhinha.

O preço do tomate caiu em todas as capitais, com as quedas mais expressivas em Cuiabá (-51,02%), Brasília (-30%) e Rio de Janeiro (-29,45%). Em 12 meses, apenas Manaus (7,69%) e Recife (0,26%) registraram elevação. O aumento da temperatura amadureceu o fruto e elevou a oferta, fazendo o preço cair no varejo.

 

Quer receber as notícias no Whatsapp? Clique aqui

 

A batata, pesquisada na região Centro-Sul, apresentou queda de preço em todas as cidades pesquisadas. Em 12 meses, com exceção de Florianópolis (-2,47%), todas as cidades mostraram elevação, sendo que a mais expressiva ocorreu em Belo Horizonte (32,20%). A maior oferta, devido aos resultados da colheita, reduziu o preço no varejo.

O preço da banana prata e nanica caiu em 19 capitais, de -14,52% em Salvador a -0,48% em Florianópolis. A única alta ocorreu em Brasília (0,9%). Em 12 meses, houve queda em 16 cidades, sendo a mais expressiva em Salvador (-27,24%). Quatro cidades tiveram elevação no valor, com destaque para Manaus (8,49%). O aumento da oferta, principalmente da banana prata, diminuiu o preço médio no varejo.

O quilo da carne bovina de primeira diminuiu em 15 capitais. As taxas negativas oscilaram entre -4,88%, no Rio de Janeiro e -0,42%, em Natal. Em 12 meses, foram registradas quedas em Florianópolis (-2,67%), Goiânia (-2,38%), Campo Grande (-0,76%) e Belém (-0,63%). A fraca demanda, tanto interna quanto externa, reduziu o preço da carne no varejo.