Por: diario | 1 mês atrás

A Naturóloga Taioense, Letícia Maiara Nasatto, apresentou trabalho acadêmico no 1º Congresso Internacional de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) e 3º Congresso Internacional de Ayurveda, que ocorreu nos dias 12 a 15 Março de 2018, no Rio de Janeiro.
O evento internacional, contou com representantes de 27 países, com a participação de ministros de saúde de 16 países e do Diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS) para as Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas e da Organização Pan-Americana de Saúde. Participaram também, profissionais das PICS e gestores de todos os estados do Brasil, com mais de 200 palestrantes.

Foram enviados mais de 1000 trabalhos, que foram avaliados pela comissão científica do evento. “Fui selecionada para apresentar meu trabalho, intitulado: Os Efeitos do Floral de Bach Rescue Remedy em Universitários Ansiosos: Um Ensaio Clínico Piloto”, contou Letícia.

Foi um momento histórico no marco da institucionalização das Práticas Integrativas Complementares no SUS no país. Também foi um momento importante para divulgação da Naturologia para gestores federais, estaduais e municipais, profissionais de saúde, estudantes e pesquisadores.

“Apresentar-se num evento internacional, tão importante, de Práticas Integrativas e Complementares, com autoridades em saúde de vários países, foi uma experiência muito gratificante e enriquecedora, em especial agora, que o Brasil anuncia a inclusão de mais 10 PICS para atendimento pelo SUS. Com isso, as PICS estão se universalizando e tornando-se acessíveis para todas as classes sociais”, relatou a Naturóloga.

Letícia está frequentando Pós-Graduação em Acupuntura, em Florianópolis, e atende em Palhoça e em Taió, nos períodos que está na cidade. Atualmente, atende aplicando as técnicas de Geoterapia, Cromoterapia, Hidroterapia, Ventosaterapia, Acupuntura, Auriculoterapia, Fitoterapia, Recursos Expressivos, Aromaterapia, Floral de Bach, Massoterapia, Mocha, Medicina Chinesa, Medicina Ayurvédica, Terapia Comunitária e Psicoterapia e Regressão Terapeuta.

Evidências científicas têm mostrado os benefícios do tratamento integrado entre medicina convencional e práticas integrativas e complementares. Além disso, há crescente número de profissionais capacitados e habilitados e maior valorização dos conhecimentos tradicionais de onde se originam grande parte dessas práticas.

As terapias estão presentes em 9.350 estabelecimentos em 3.173 municípios brasileiros, sendo que 88% são oferecidas na Atenção Básica. Na região do Alto Vale do Itajaí, 17 cidades oferecem pelo SUS, alguma modalidade.

No evento, o Ministério da Saúde, incluiu 10 novas práticas ao SUS, totalizando 29, que ampliam as abordagens de cuidado e as possibilidades terapêuticas para os usuários, garantindo uma maior integralidade e resolubilidade da atenção à saúde.

Confira cada uma das dez novas práticas incluídas no SUS

Apiterapia – método que utiliza produtos produzidos pelas abelhas nas colmeias como a apitoxina, geleia real, pólen, própolis, mel e outros.
Aromaterapia – uso de concentrados voláteis extraídos de vegetais, os óleos essenciais promovem bem estar e saúde.
Bioenergética – visão diagnóstica aliada à compreensão do sofrimento/adoecimento, adota a psicoterapia corporal e exercícios terapêuticos. Ajuda a liberar as tensões do corpo e facilita a expressão de sentimentos.

Constelação familiar – técnica de representação espacial das relações familiares que permite identificar bloqueios emocionais de gerações ou membros da família.

Cromoterapia – utiliza as cores nos tratamentos das doenças com o objetivo de harmonizar o corpo.
Geoterapia – uso da argila com água que pode ser aplicada no corpo. Usado em ferimentos, cicatrização, lesões, doenças osteomusculares.
Hipnoterapia – conjunto de técnicas que pelo relaxamento, concentração induz a pessoa a alcançar um estado de consciência aumentado que permite alterar comportamentos indesejados.

Imposição de mãos – cura pela imposição das mãos próximo ao corpo da pessoa para transferência de energia para o paciente. Promove bem estar, diminui estresse e ansiedade.

Ozonioterapia – mistura dos gases oxigênio e ozônio por diversas vias de administração com finalidade terapêutica e promove melhoria de diversas doenças. Usado na odontologia, neurologia e oncologia.

Terapia de Florais – uso de essências florais que modifica certos estados vibratórios. Auxilia no equilíbrio e harmonização do indivíduo.

Os procedimentos que o SUS já oferece

Ayurveda, homeopatia, medicina tradicional chinesa, medicina antroposófica, plantas medicinais/fitoterapia, arteterapia, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa, termalismo social/crenoterapia e yoga.

Alexandre Salvador

Receba primeiro as notícias do Jornal Diário do Alto Vale, faça parte do grupo de whatsapp. Clique aqui