Por: diario | 22/02/2018

Na terça-feira (20), o ex-prefeito de Presidente Getúlio Nilson Francisco Stainsack, acompanhado de uma comitiva do município, participou de uma reunião com o governador em exercício Eduardo Pinho Moreira, em intermédio do deputado estadual Milton Hobus (PSD). O objetivo do encontro foi de receber os projetos do investidor sul-coreano Jong-Bok Park, da empresa Korea System Business (KSB), uma indústria de iluminação em led e painéis de energia fotovoltaica.

Stainsack junto com lideranças Getulienses, conseguiu pleitear a intenção de investimentos da empresa coreana, e trazer o representante para Santa Catarina. “O primeiro passo foi manter contato com o senhor Waldir Cipriane, que mora em São Paulo, pois a filha dele trabalha nessa empresa Sul Coreana. Então com isso nós canalizamos uma reunião com o governador do Estado, através do deputado Milton Hobus que intermediou essa conversação junto com Pinho Moreira, para que essa empresa viesse e se apresentasse, e para que o governo manifestasse a intenção de absolver esses investimentos. A intenção da empresa é investir aqui em Santa Catarina cerca de US$ 2 bilhões”, explicou Nilson Stainsack.

Durante o encontro, Eduardo Pinho Moreira assinou um protocolo de intenções afirmando que Santa Catarina tem interesse na proposta da KSB.
A empresa pretende investir US$ 2 bilhões, na instalação de um parque fabril de iluminação em led e de setor de energia fotovoltaica, para demandar a produção dos equipamentos que serão comercializados na América Latina. A KSB vai gerar inicialmente 200 empregos diretos, além de fomentar outros setores da economia catarinense. Um dos objetivos da indústria internacional é na iluminação pública, com a substituição dos modelos atuais. “Esse investimento vai gerar muitos empregos e vai contribuir na economia do nosso estado. Eles vão trabalhar na produção de lâmpadas de led e também com painéis de energia fotovoltaicas, para produzir energia solar”, enfatizou Stainsack.

O presidente da KSB fez o convite oficial ao governador para que uma equipe do Governo conheça o modelo de produção da empresa, levando também outras demandas de investimentos que poderão ser apresentadas a empresários coreanos de outros segmentos. Pinho Moreira prontamente agendou a ida para uma visita técnica na Coréia do Sul.

Durante a reunião, o governador reforçou indicadores que tornam Santa Catarina um ambiente favorável de negócios e também destacou que Santa Catarina foi o Estado do Brasil que mais gerou empregos em 2017, e o PIB catarinense de 4,3% bem acima da média nacional de 1%.

De acordo com a assessoria de imprensa, para Jong-Bok Park, o protocolo assinado nesta terça-feira (20), permite que a partir de agora tanto o Estado quanto a empresa possam conhecer melhor o que cada um pode oferecer. “Esse acordo de intenções vai nos permitir conhecer um pouco mais do apoio local e, ao mesmo tempo, mostrar de que forma buscamos atuar”, informou Park.

A empresa pretende apresentar e fornecer toda a estrutura para a substituição dos sistemas de iluminação pública das cidades, com equipamentos mais modernos e econômicos. O parque fabril de Santa Catarina seria um ponto de comercialização para toda a América Latina.

Participaram da reunião também, Victor Cipriani, Laudelino, Waldir Cipriani com a esposa e a filha (que é também a tradutora), bem como representantes da Celesc e Fazenda.

Sobre a Korea System Business

A empresa coreana atua no desenvolvimento de tecnologias que garantem eficiência energética, como equipamentos de led e para a produção de energia fotovoltaica. “O mundo está pedindo investimentos na produção de energia limpa e nós temos todo o interesse no empreendimento”, concluiu o governador.

Elisiane Maciel

Receba primeiro as notícias do Jornal Diário do Alto Vale, faça parte do grupo de whatsapp. Clique aqui