Por: diario | 04/04/2019

Ibirama, no dia 2, e Lages, no dia seguinte, serão as primeiras cidades catarinenses a receber as audiências públicas para debater o estudo dos municípios feito pelo Tribunal de Contas. O requerimento foi apresentado na manhã de ontem (3) pelo presidente da Comissão dos Assuntos Municipais, deputado Jerry Comper (MDB) e aprovado por unanimidade pelos demais deputados.

O parlamentar ressalta que a emancipação foi capaz de prover a estes municípios obras importantes e usou como exemplo a situação de Vitor Meireles, ex-distrito de Ibirama, emancipado em 1989. “Para se ter ideia o hospital criado pelo nosso saudoso Aldo é referência de atendimento na região. O acesso asfaltado e as ruas pavimentadas garantem uma qualidade de vida muito boa para os moradores. O desenvolvimento chegou com a emancipação. Então sou favorável, sou um batalhador com esses municípios, para que possamos, junto com várias entidades, buscar aquilo que os municípios tanto precisam”.

Para o presidente da Comissão dos Assuntos Municipais, Jerry Comper, a possibilidade de retorno ao município de origem prejudicaria muita gente. “Imagine hoje fechar o município de Chapadão do Lageado. Tem uma comunidade Alto Figueiredo, que fica a 30 km do Centro. Chega até o Centro e já não tem mais nada, teria que ir até Ituporanga”.

A decisão da Comissão é promover as audiências em todo o Estado, sempre com a participação de representantes do TCE, Federação Catarinense de Municípios (Fecam), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Câmaras de Vereadores e associações de municípios. “O mais rápido possível que a gente possa passar pelas associações de municípios é importante, para dar rapidez ao processo e deixar as pessoas tranquilizadas, para eles poderem entender aquilo que o TCE está fazendo, que é uma radiografia dos pequenos municípios”.