Por: diario | 30/05/2013

O Palco Giratório, maior evento de circulação de artes cênicas do país, se instala a partir de sexta-feira em Rio do Sul. Durante nove dias a cidade será invadida por espetáculos, oficinas, intervenções e integrações de literatura, teatro, dança e música. A Fundação Cultural de Rio do Sul é parceira do evento que promete mexer com a cidade. Toda a programação é gratuita, e pode ser conferida no site sesc-sc. com.br.

O lançamento do Aldeia será sexta, às 20h, na Fundação Cultural, com o espetáculo “O Fantástico Circo Teatro de Um Homem Só”, da Cia Rústica de Teatro de Porto Alegre (RS). Além desse espetáculo, como parte do circuito nacional do Palco Giratório a cidade receberá também a peça teatral “O Filho Eterno” da Cia de Atores de Laura, do Rio de Janeiro, no dia 4 de junho às 19h30, também na Fundação Cultural.

“O Fantástico Circo Teatro de Um Homem Só” se passa no palco-picadeiro, onde Heinz Limaverde transita por vários tipos do imaginário do circo, como a mulher-barbada, o mágico, a vedete, o cantor, o palhaço; além de expor sua própria persona. Escrito em parceria entre o ator e a diretora Patrícia Fagundes, a dramaturgia serve-se da estrutura polifônica do espetáculo circense, combinando o universal com o pessoal a partir de referências do circo e memórias e experiências do ator. O espetáculo foi indicado em todas as categorias possíveis no Prêmio Açorianos 2011, sendo contemplado nas categorias de Melhor Direção e Melhor Figurino

“O Filho Eterno” é uma história contada no começo dos anos 1980, em Curitiba. Um jovem cultiva ideais libertários e um único compromisso: tornar-se escritor. Ele sente que a vida que importa, a de escritor, essa ainda não havia começado. Mas a mulher engravida e seu filho nasce, com Síndrome de Down, o que o aterroriza. Esse é o início da tocante trama, vivida por este escritor em início de carreira que, com o nascimento do filho, é obrigado a amadurecer e a aprender a amá-lo.