Por: diario | 15/10/2018

A comarca de Ipumirim, sob a direção da juíza Marciana Fabris, realizou recentemente uma ação de conscientização junto aos professores da rede pública de ensino, com foco no combate à violência e exploração sexual. Os profissionais da área da educação, por meio de palestra proferida pela oficial da Infância e Juventude do Poder Judiciário de Santa Catarina Lisiane Dapont Roden, receberam orientações sobre como identificar sinais e sintomas apresentados por crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual, e seus devidos encaminhamentos.

De acordo com Lisiane Roden, os professores, depois da família, são as pessoas mais próximas de crianças e adolescentes.

Quer receber as notícias no Whatsapp? Clique aqui

“Por esta razão, é importante que eles estejam informados sobre o abuso sexual, suas formas, sinais e sintomas, para que possam trabalhar este assunto com os alunos e encorajá-los a revelar possíveis situações de abuso sexual”, destacou a servidora da Justiça catarinense.

A oficial da Infância e Juventude explica que, após a capacitação dos professores, o tema do abuso sexual será trabalhado  com as crianças, principalmente aquelas compreendidas na faixa etária de seis até 11 anos, com o objetivo de instruí-las sobre o assunto e encorajá-las a buscar ajuda.