Por: diario | 01/06/2017

Com o nível do rio Itajaí do Oeste, que corta a cidade de Rio do Oeste, subindo a cada hora, os acessos às localidades do interior ficam cada vez mais comprometidos. Na área central a água também começa a atingir as principais ruas, como é o caso da Sete de Setembro, onde se concentra a área comercial da cidade. “Por volta das onze horas da noite de quarta-feira, dia 31 de maio, o nível do rio atingiu 7 metros e 47 centímetros. Com isso, alguns trechos mais baixos da rua Sete já começam a ficar alagados”, ressalta Josnei Moser, coordenador da Defesa Civil.

Na medição feita às 8h desta quinta-feira, o nível do Itajaí do Oeste estava em 8 metros e 1 centímetro. Três horas depois, às 11h, marcava 8 metros e 17, o que começa a comprometer o trânsito também na principal rodovia de acesso à cidade. “O rio está subindo, em média, 5 centímetros por hora”, destaca Josnei.

A Defesa Civil mantém no salão da igreja matriz um abrigo para receber as famílias que tiveram as casas afetadas pela água. No final da manhã havia no local 11 famílias, totalizando 50 pessoas. “A princípio decidimos manter um abrigo para atender a demanda emergencial. Mas dependendo da necessidade, vamos receber famílias também na Escola Fortunatto Tarnowski”, destaca a assistente social, Marilene Moratelli. O telefone de emergência da Assistência Social é o (47) 9 8847-7937.

Nas duas escolas da rede municipal de ensino as aulas estão suspensas nessa semana, assim como no Centro de Educação Infantil Menino Deus, no Centro. “Nos outros dois CEI´s, que é o Chapeuzinho Vermelho, no bairro Gabiroba, e o Nossa Senhora Menina, na subida da igreja, estamos atendendo em regime de plantão”, orienta a secretária de Educação, Deise Busarello Leite.

TELEFONES DE EMERGÊNCIA

199 / 9 8896-5221 Defesa Civil

193 Corpo de Bombeiros

190 Polícia Militar

197 Polícia Civil

192 Samu

191 Polícia Rodoviária Federal

198 Polícia Militar Rodoviária

3543-0261 Prefeitura de Rio do Oeste

 

Foto: DIVULGAÇÃO/Prefeitura de Rio do Oeste