Por: diario | 08/03/2018

O REDE Sustentabilidade realiza no sábado (10), no Hotel Aliança Express, em Rio do Sul, o encontro regional do partido, que deverá reunir filiados e simpatizantes de toda a região do Alto Vale do Itajaí. A proposta do encontro é definir a formação de diretórios municipais na região, como também, garantir a adesão de novos filiados ao partido.

O partido, recém-formado na história da política brasileira, ganhou protagonismo ao ter Marina Silva como candidata a presidência da República nas últimas eleições, situação que deve se repetir em 2018.

De acordo com a coordenadora do evento, Edenice da Cruz Fraga, o principal objetivo do evento em Rio do Sul é garantir a filiação dos interessados a se candidatar, considerando que o prazo encerra no dia 2 de abril. “Pretendemos lançar candidatos a deputado estadual e federal em todas as regiões. Para isso estamos trabalhando na formação dos diretórios municipais nas reuniões regionais que estamos organizando”, explica.

O encontro deverá contar ainda com a presença de Rogério Portanova, que será o candidato do partido a concorrer ao governo de Santa Catarina. Morador da capital catarinense, é professor de Direito e Coordenador de Gestão Ambiental da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), tem especialização em Sociologia Política, doutorado em Sociologia e Antropologia da Política, pela Universidade de Paris e pós-doutorado pela Universidade Lusíada de Lisboa.

Atalantense deve concorrer ao Senado

A atalantense Miriam Prochnow, que é pedagoga e especialista em ecologia deve representar o REDE Sustentabilidade em uma vaga para o Senado Federal. Ela é fundadora da Apremavi, e possui 30 anos de experiência na área ambiental, sempre voltando esforços para proposição de Políticas Públicas, Sustentabilidade, Educação Ambiental e Desenvolvimento Institucional.

De acordo com Miriam, a renovação política é um grande anseio da população brasileira. “Por isso a REDE Sustentabilidade está fazendo um esforço para apresentar nomes novos para que a sociedade tenha a opção de escolher pessoas com ficha limpa e experiência de trabalho e que defendam o interesse público”, conta.

Para o pré-candidato ao governo, o partido pode ser uma escolha diferente em meio a polarização política existente no Brasil. “Em 2018 a renovação vai suplantar o atraso, permitindo que o Brasil combata com eficácia a corrupção sistêmica que assola grande parte dos poderes da República em conluio com parte do empresariado. A sociedade tem a grande chance de passar o Brasil a limpo”, afirma Portanova.

Rafael Beling

 

Receba primeiro as notícias do Jornal Diário do Alto Vale, faça parte do grupo de whatsapp. Clique aqui