Por: diario | 07/02/2020

 

O período eleitoral está se aproximando e os partidos começam a desenhar um cenário para as eleições municipais de 2020. Em Salete, o PSL foi formado no início deste ano, no entanto o partido já afirma ter um pré-candidato à majoritária. O vereador Genoir Kniss é o nome cotado para representar a sigla.

 

Kniss afirma que atualmente está filiado no PL, mas que na janela de março irá efetuar sua filiação no Partido Social Liberal (PSL).

“Me identifico com a ideologia liberal do PSL. Desde 2004 estou buscando fazer uma política diferente aqui em Salete e o partido defende essa ideia”, completa.

 

Por ser um partido formado recentemente no município, o PSL ainda não definiu se irá se unir a outras siglas. No entanto, Kniss ressalta que conversações estão sendo realizadas e uma possível coligação pode vir a ser projetada.

“O PSL mantém um contato bastante próximo do PSDB. Estamos alinhando alguns detalhes, mas tudo indica que deve haver uma junção”, destaca.

 

Prioridades

 

Indagado sobre quais seriam as prioridades para o município de Salete, Kniss destacou que a ligação entre os municípios de Salete e Rio do Campo por meio da rodovia da SC-114 estaria entre as principais frentes de trabalho.

“A ligação asfáltica seria ideal para oferecer uma alternativa de acesso ao município de Salete”, analisa.

 

Outra prioridade segundo o vereador, seria o investimento em novas indústrias.

“Hoje os jovens se formam e buscam outras cidades para morar. Precisamos investir em industrias para que os jovens tenham onde se especializar e trabalhar”, complementa.

 

Cenário Nacional

 

Muitos líderes do PSL afirmaram acompanhar o presidente Jair Bolsonaro em sua saída do partido. No entanto, Genoir Kniss declara que a sigla é sua escolha.

“Nossa ideia é de fortalecer o PSL e mostrar que o partido não é uma ‘onda’”, finaliza.

Jorge Matias