Por: diario | 10/08/2018

A recuperação da indústria em junho, após as fortes perdas de maio, por causa da greve dos caminhoneiros, ocorreu de forma disseminada pelo país. A produção avançou em 13 dos 15 locais pesquisados, na passagem de maio para junho, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional, divulgados nesta quinta-feira (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O estado de São Paulo, maior parque industrial do País, registrou alta de 14,8%, após uma queda de 11,4% em maio ante abril. O avanço na indústria paulista ficou acima dos 13,1% na produção industrial nacional, informada semana passada pelo IBGE.

 

Quer receber as notícias no Whatsapp? Clique aqui

 

Na passagem de maio para junho, as altas mais fortes na produção foram vistas no Paraná (28,4%), Mato Grosso (25,6%), Goiás (20,8%), Rio Grande do Sul (17,0%) e Santa Catarina (16,8%). A produção cresceu 13,5% em Pernambuco. Também houve avanços na Região Nordeste (12,3%), na Bahia (11,6%), em Minas Gerais (7,1%), no Ceará (6,8%), no Pará (2,8%) e no Rio de Janeiro (2,2%).

Na contramão, ficaram de fora do processo de recuperação, registrando recuo na produção, às indústrias do Espírito Santo (-2,0%) e do Amazonas (-1,1).