Por: diario | 05/07/2014

Construção do novo prédio que terá quatro andares deverá iniciar após o período eleitoral

 

Em breve todas as secretarias municipais de Presidente Getúlio, que atualmente funcionam em vários prédios, vão ser instaladas em um único local. É que depois do período eleitoral deverá iniciar a obra da nova prefeitura que terá quatro andares e custará em média R$ 2,5 milhões. O contrato de financiamento com o Badesc, para custear parte desse valor foi assinado nesta semana.
De acordo com o prefeito, Nilson Stainsack (PP) todos os projetos para a obra já estão prontos e aprovados e a prefeitura tentará agilizar o início. “Para nos antecipar estamos pedindo autorização para fazer a licitação mesmo durante o período eleitoral. Estamos analisando com o Departamento Jurídico se isso é possível. Como é uma concorrência pública a licitação leva mais de 30 dias e até fazer o processo, se conseguirmos antecipar ganharemos mais de 60 dias. A nossa intenção é que o Badesc libere esses recursos logo após a eleição e já possamos emitir a ordem de serviço e começar a obra ainda nesse ano”, comentou.
Ele destacou que o no prédio, que será construído onde fica atualmente a garagem da prefeitura, terá quatro pavimentos com 400m²cada. “Embaixo teremos um espaço livre com palco que servirá para receber os eventos que realizamos. Nos outros andares vamos alocar todas as nossas secretarias, o setor administrativo e de Planejamento. Será uma obra muito moderna”.
Já o local onde funciona a prefeitura atualmente deverá ser transformado em biblioteca e espaço cultural. “Optamos por não demolir, pois este é um prédio histórico. Ele tem história e por isso vamos fazer a nova prefeitura na parte de trás, inclusive com estacionamento”, disse.
Stainsack acredita que o novo prédio vai beneficiar a administração e a população. “Com certeza todas as secretarias num mesmo local será muito melhor, pois hoje elas estão em vários prédios que não são do município e pagamos aluguel. Como esse financiamento que fizemos é juro zero já pagaremos parte dele com o dinheiro que vamos economizar no aluguel.
O prefeito disse ainda que optou por fazer a nova prefeitura no local porque todo o movimento da cidade fica no Centro. “Ficará mais fácil para o contribuinte vir à prefeitura e resolver os seus problemas. No momento foi o local mais viável. Não conseguiremos deixar tudo pronto de uma vez, mas vamos construindo aos poucos e ir instalando gradativamente cada secretaria”, disse.

Obras na cidade continuam a todo o vapor

Mesmo durante o período eleitoral as obras em Presidente Getúlio continuam a todo o vapor. O prefeito destacou que no momento está sendo feita a construção da ciclovia no bairro Niterói, pavimentação de mais 10 ruas com recursos do Fundam, obras da adutora e para captação de água do Rio Hercílio com reservatório de 500 mil litros de água, construção de um frigorífico de peixes na Serra dos Índios, construção de duas escolas e ampliação de centros de educação infantil e construção de uma nova biblioteca informatizada na rua Mirador. “Além disso, também está sendo construída uma ponte de concreto na localidade de Barra da Onça que ganhamos da Defesa Civil e vamos construir mais 46 pontos de ônibus”, completou.

Fundo para pavimentação de ruas

O prefeito destacou que um projeto inovador tem permitido a pavimentação de ruas na cidade. No município ele criou o Fundo de Pavimentações, uma espécie de parceria com a comunidade onde todos os moradores que tiverem suas ruas pavimentadas pagam uma porcentagem para a prefeitura mesmo que essa obra tenha recebido recursos estaduais ou federais.
“Hoje em dia todo mundo paga porque antes o que acontecia, é que quando ganhávamos o dinheiro do governo federal para um determinado local os moradores não pagavam já outros tinham que pagar a pavimentação da sua rua sozinhos e isso não era justo. Com isso a cada rua que pavimentamos conseguimos dinheiro para fazer isso em mais uma e todo mundo paga menos, cerca de 1/3 do valor real e ainda pode parcelar essa quantia em diversas vezes”, disse.
Ele informou que até o final do ano a intenção é pavimentar mais de 30 ruas além das 56 que ele já pavimentou. Depois das eleição ele afirma que a prefeitura vai dar prioridade a pavimentação do bairro Pinheiro e mais dez ruas em vários bairros inclusive com passeios através de recursos de emendas parlamentares.  “Esses projetos estamos adequando e eles estão na Caixa Econômica. Só essas obras nas 10 ruas vão totalizar aproximadamente R$ 1,6 milhões”, finalizou.