Por: diario | 12/09/2018

A prefeitura de Trombudo Central, abriu mais uma turma com 60 vagas para o curso de costura básica e industrial. A iniciativa é da Administração Municipal que já formou uma turma e agora iniciou a segunda. A capacitação é totalmente gratuita com recursos próprios do município e a matéria prima é doada por malharias e confecções da cidade.

São quase três meses de atividades teóricas e práticas, totalizando 84 horas/aula, sob a coordenação de profissionais do Senac. Os concluintes vão receber certificado, estando preparados para o mercado de trabalho. As aulas gratuitas são ministradas em uma sala adaptada exclusiva para o curso, localizada na rodoviária, no Centro da cidade.

A prefeita Geovana Gessner, destaca que a intenção de oferecer o curso é justamente atendendo ao pedido das malharias e confecções do município.

Quer receber as notícias no Whatsapp? Clique aqui

“O curso foi muito bem aceito, participam mulheres e homens e tem uma turma à tarde e outra à noite. A gente percebe que as confecções precisam de mão de obra qualificada”, pontua.

Com a iniciativa, muitas pessoas que terminaram o curso já encontraram emprego e a prefeita comenta que isso é positivo para a economia da cidade.

“Percebemos a emoção das famílias quando os profissionais concluíram o curso, de ver algumas com as roupas que elas mesmo costuraram, a gente vê essa satisfação da pessoa, em conhecer, entender e ela mesma poder fazer a própria roupa e ter uma mão de obra qualificada”, ressalta.

Geovana destaca ainda a importância da renda da mulher na casa nos dias atuais e a participação dos homens no curso de costura. “Antigamente era praticamente só o homem que sustentava a casa, hoje a gente percebe que isso já mudou muito. A mulher ajuda muito nessa parte e isso é válido. Os homens também participaram do curso e concluíram que também é muito positivo”, frisa.

Jacira Zucatelli foi uma das concluintes do primeiro curso e avaliou a experiência como positiva.

“Eu gostei muito de realizar o curso, aprendemos a costurar camisas, calças, várias roupas e até bolsas. Para mim foi um aprendizado, agora estou procurando encontrar uma oportunidade de emprego na área para colocar em prática o que aprendi no curso”, relata.

Tatiana Hoeltgebaum

Veja também as últimas atualizações: