Por: diario | 02/07/2019

Os prefeitos da Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí (Amavi), aprovaram durante a última assembleia, a proposta do Governo do Estado que prevê uma parceria com os municípios para a recuperação e manutenção das rodovias estaduais. Representantes das Secretarias de Estado da Casa Civil, da Infraestrutura e Mobilidade participaram da reunião e apresentaram detalhes do projeto Recuperar, que agora, será testado por seis meses na região.

De acordo com o secretário Executivo da Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí (Amavi), Paulo Roberto Tschumi, o Beto, o Estado repassará recursos para os consórcios de municípios que serão responsáveis pela execução das obras. No caso da região, ele virá através do Consórcio Intermunicipal Multifinalitário dos Municípios da Amavi (Cim-Amavi). “Foi aprovado e vai ser feito um teste de seis meses para poder avaliar como vai correr o projeto. O Estado vai repassar o valor ao consórcio Cim-Amavi e a Amavi vai fazer a execução através de licitação e credenciamento para fazer os serviços de tapa buracos, roçadas, sinalização horizontal e vertical e limpeza de valetas”, completou.

Ele disse ainda que será formalizado um termo de convênio para seis meses e se funcionar, a ideia é continuar com o projeto. Já caso o Estado atrase o repasse de recursos ou se houver algum outro impedimento, não será renovado no ano que vem. “Será feito um teste para ver se o projeto vai realmente fluir, se o Estado vai repassar o recurso no dia certo e se a gente vai conseguir empresas para fazer esse tipo de serviço. Tem que ser uma via de mão dupla”.

Os municípios ainda vão decidir como ratear o recurso, como por exemplo um valor por quilômetro, e será estabelecido também uma ordem de prioridade entre os municípios, por rodovias mais danificadas, ou com falta de roçadas. “Os prefeitos analisaram bastante a proposta e estão bastante preocupados com as rodovias, porque do tipo que esta não dá para ficar. O usuário está sentindo hoje na pele, porque tem muitos buracos, falta de sinalização e uma série de intervenções que precisam ser feitas e o Estado não está fazendo, então os prefeitos preferiram então fazer esse convênio para tentar agilizar”.

Um dos municípios que precisam de atenção na rodovia é Salete. Para a prefeita, Solange Schlichting, a Chica, que esteve junto cobrando do Governo melhorias para a região, Salete precisa com urgência de reparos na Rodovia Prefeito Affonso Rohden, SC-114, que não contém acostamento e que está sem roçada. “A SC-114 é de extrema importância para o desenvolvimento do nosso município, sendo a principal rota de abastecimento, do deslocamento da produção agrícola, industrial e dos munícipes”.

Segundo o presidente da Amavi e prefeito de Vitor Meireles, Bento Francisco Silvy, este é o primeiro passo para efetivação da parceria, que exigirá ainda muitos ajustes e encaminhamentos. “Nem tudo ficou esclarecido, mas precisamos começar, nosso próximo objetivo será trazer o TCE [Tribunal de Contas de Santa Catarina] para explicar como vamos prestar contas deste convênio e assim vamos caminhando para efetivar a parceria, sempre pensando em melhorias para nossos municípios e para o Alto Vale”.

Elisiane Maciel