Por: diario | 1 semana atrás

O prefeito de Vidal Ramos, Laércio da Cruz (PMDB), fez uma avaliação do primeiro ano de seu segundo governo. Otimista com os investimentos planejados para o ano que vem, garantiu que 2017 foi um ano de agenda positiva na Prefeitura de Vidal Ramos, município que alcançou realizações com recursos próprios, situação rara observada em outras cidades da região.

Como todo município que tem sua economia baseada na agricultura, o governo deu ênfase à manutenção de estradas vicinais. Além disso, a construção de pelo menos 10 pontes de interior com recursos próprios garantiram ao produtor rural maiores condições para o escoamento da produção. “Fizemos pontes na comunidade de Águas Frias, Antas Gordas, São Domingos e Molungu”, explica Cruz.

Além do potencial econômico alcançado pelo município na extração de minério, após a implantação da Votorantim Cimentos, o município é forte produtor de cebola, milho, fumo e soja. “O escoamento dessa produção precisa de uma atenção especial da Prefeitura. Antes passava apenas caminhões pequenos nessas localidades, hoje são carretas, bitrens, que exigem uma condição melhor das estradas”, conta.

Um dos grandes desafios enfrentados pelo município foi a construção de uma ponte de estrutura mista sobre o rio Itajaí-Mirim. A estrutura de concreto, com tablado de madeira e extensão de 44 metros, foi feita com recursos próprios e garantiu segurança para a população. Ao todo foram investidos cerca de R$ 180 mil.

Este ano o município investiu na pavimentação de quatro ruas – a continuação da Avenida Jorge Lacerda, a rua Emílio Boing, o Beco Otacílio Hoeppers e a rua Lindolfo Doerner.

Para o ano que vem está prevista a pavimentação da rua Santa Luiza, que deverá ser feita com recursos próprios. Com a expectativa de liberação do Fundam 2, o prefeito pretende pavimentar a rua Augusto Klapot, rua Rodolfo Finck e também a via que compreende o Complexo Educacional da Santa Cruz.

Olhar especial para a Saúde

O prefeito lembrou-se dos programas de prevenção e promoção à saúde realizados no município. Destacou o Programa Roda Materna, premiado nacionalmente pelo Ministério da Saúde. A atividade consiste na realização de um curso para gestantes e seus respetivos companheiros ou familiares, onde são repassadas diversas orientações sobre os cuidados que papais e mamães devem ter durante a gravidez e após o nascimento da criança. Ao todo são 27 programas realizados pelo município na área.

O prefeito revelou estatísticas preocupantes sobre os Tratamentos Realizados Fora do Domicílio (TFD) e também sobre o número de consultas que são realizadas. “Hoje, uma população e meia de Vidal Ramos é transportada por ano para atendimentos de saúde em outros municípios, são quase 10 mil pessoas transportadas”, revela. Em relação às consultas, o município atende cerca de 40 mil pessoas por ano. “Isso demanda exames, tratamentos, medicamentos e cirurgias, e cada vez mais os municípios acabam pagando a conta”, lamenta.

Em relação à distribuição de medicamentos, que compreendem a lista do Rename, cerca de 200 itens são oferecidos pelo Ministério da Saúde e Secretaria de Estado de Saúde, porém, outros 200 itens são oferecidos e custeados pelo município.

O prefeito também destacou a realização de mutirões de atendimentos, o repasse de recursos para manutenção do Hospital Municipal, a contratação de médicos especialistas e o consórcio de Saúde realizado junto a Amavi, que permite a contratualização de consultas e compra de medicamentos com valores mais em conta.

Educação

Uma das principais expectativas da gestão é a efetivação da Parceria Votorantim pela Educação, que deverá proporcionar no próximo ano uma capacitação na gestão pública da educação, que tem como objetivo garantir a aplicação com excelência dos recursos destinados à pasta.

O prefeito destacou a reestruturação da frota de transporte escolar, onde foram investidos R$ 900 mil, oriundos do Badesc e também de recursos próprios.

Também destacou o suporte pedagógico dado aos alunos, com aulas de reforço realizadas no contraturno, e a disponibilização de educadores para atendimento aos alunos que possuem necessidades especiais de aprendizado.

Expectativas para 2018

O prefeito mostra-se otimista para o próximo ano. Entre as obras que deverão ser iniciadas, ou concluídas, destaca o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), que está em construção.

Além disso, lembrou que foi liberado R$ 250 mil, por meio de emenda parlamentar do deputado Rogério Peninha Mendonça, da área do Turismo, para fazer a pavimentação do acesso ao Parque Municipal.

Lembrou também de recursos que devem ser liberados para aquisição de uma van, construção de uma Praça de Lazer (R$ 300 mil), uma ambulância, um ônibus escolar, além de R$ 600 mil para custeio do Programa de Atenção Básica (PAB). “Temos o auxílio de muitos deputados, sobretudo do Aldo e do Peninha”, conta.

O prefeito conta que o pagamento dos salários de novembro, dezembro e segunda parcela do 13º salário serão realizados até o fim da primeira quinzena de novembro. Agradeceu o empenho dos secretários municipais, servidores, fornecedores e comunidade pela confiança no governo. “A cobrança quando a gente vai à reeleição é muito grande. Enquanto for prefeito, vamos fazer valer cada apoio que a gente recebeu”, finaliza.

Rafael Beling