Por: diario | 2 semanas atrás

O prefeito João Schwambach (PMDB), de Imbuia, fez uma avaliação do seu primeiro ano de mandato. Ele sucede o prefeito Antônio Oscar Laurindo (PP), do qual era vice-prefeito. Destaca o equilíbrio das contas quando assumiu, o que permitiu ao município a realização de alguns investimentos e a manutenção da prestação de serviços.

Em relação aos destaques da gestão, o prefeito fala das atividades feitas na Cultura e no Esporte, como a realização do Campeonato Municipal de Futebol de Salão, que integrou mais de 40 equipes, e a Gincana Cultural, com a realização de mais de 24 provas e grande participação da comunidade. “Foram duas atrações que acabaram resultando em um melhor ambiente em nossa cidade. Acredito muito que a Cultura e o Esporte têm grande poder de transformação da sociedade”, explica.

Outra conquista foi a realização da Festa do Agricultor, em alusão ao aniversário de emancipação político-administrativa do município. As atividades foram prestigiadas pelos imbuienses, que puderam acompanhar o desfile de máquinas agrícolas, tratoraço, cavalgada e um grande rodeio.

O 1º Festival da Primavera foi a oportunidade de crianças e adolescentes apresentarem ao público o resultado das atividades extracurriculares realizadas no município, sempre voltadas à Cultura e ao Esporte. Ao todo foram 12 apresentações, que compreenderam música, dança e teatro.

O prefeito lembrou-se da aquisição com investimentos próprios do município de instrumentos musicais para a fanfarra municipal, que anteriormente utilizava os equipamentos de Vidal Ramos para as atividades.

Imbuia está em clima de Natal, e a abertura dos festejos será realizada no dia 8 de dezembro, às 19h, no Salão Paroquial da Igreja Católica. As crianças receberão brindes e também está prevista a chegada do Papai Noel. “Será o momento das crianças das nossas escolinhas mostrarem o resultado do seu trabalho. Não adianta ensinarmos cultura se eles não puderem levar isso até a sociedade”, contou.

Infraestrutura

Imbuia é um município que tem a economia baseada na agricultura, na produção de milho, cebola, fumo, batata salsa e soja, sendo a última, em crescimento na região do Alto Vale. “Nossas estradas estão bem conservadas. Desde o início do ano realizamos esse trabalho, que é contínuo. Nosso atendimento ao agricultor vai até a porta do galpão, sempre garantindo o bom acesso às propriedades”, explica.

O setor de Obras e Agricultura do município recebeu um reforço importante com a aquisição de uma escavadeira hidráulica, no valor de R$ 280 mil, adquirida por meio de emenda parlamentar do deputado Rogério Peninha Mendonça (PMDB).

Schwambach também destacou a disponibilização de calcário para os agricultores utilizarem em suas lavouras. “Puxamos três mil toneladas de calcário para diversas propriedades, sempre com um subsídio de 50% do valor por parte do município”, revela. Além disso, a Epagri trabalha em parceria com a Secretaria de Agricultura no suporte e orientação para o homem do campo.

Uma das dificuldades enfrentadas pelo município é a aquisição de material para manutenção das estradas vicinais. O material existente no município é de baixa qualidade, por isso a Prefeitura adquire as pedras (macadame) diretamente da Votorantim Cimentos, de Vidal Ramos, ao custo de R$ 21 o metro cúbico.

Em relação às obras de pavimentações, o prefeito aguarda a liberação de R$ 250 mil para pavimentação da rua Pedro Carlos Simons, no Centro de Imbuia, em frente ao Campo do Cruz de Malta.

Educação

Duas tempestades que assolaram a região no início do ano exigiram investimentos significativos em melhorias nos Centros de Educação Infantil (CEIs), no interior. Também foi reaberto o CEI da localidade de Vista Alegre, onde 18 crianças são atendidas.

Schwambach lembra dos investimentos realizados na gestão passada, oriundos do Fundam 1, onde foram aplicados R$ 2,6 milhões na construção de uma escola municipal na localidade de Copa 94. “Temos uma das melhores escolas municipais de Santa Catarina, e com a construção dessa escola conseguimos solucionar um grande problema na área”, conta o prefeito. A rede municipal de Educação de Imbuia atende cerca de 700 crianças.

Está previsto para o ano que vem a aquisição de um veículo com custo de R$ 130 mil, viabilizado por meio de emenda parlamentar, para a APAE do município.

Investimentos na Saúde

O quadro de médicos no município foi prejudicado após a finalização do contrato com os profissionais do Programa Mais Médicos. Imbuia possui três Estratégias de Saúde da Família e aguarda a contratação de um médico para fechamento das equipes. “Inclusive, após o fim do contrato tivemos que realizar concurso público para a contratação desses profissionais”, revela.

O prefeito destaca também o repasse de recursos para o Hospital Municipal, gerido em grande parte com recursos do município. “Nosso investimento hoje com a Saúde não baixou de 25% do orçamento”, explica.

O município adquiriu com recursos próprios um veículo para o Transporte de Pacientes Fora do Domicílio (TFD) e tem a garantia de mais R$ 150 mil de emenda parlamentar do deputado federal Rogério Peninha Mendonça (PMDB) para aquisição de uma van. Além disso, a expectativa é que no ano que vem pelo menos mais R$ 200 mil sejam viabilizados pelo deputado para custeio no setor de Saúde.

Ações para 2018

Com objetivo de economizar, o município pretende extinguir em 2018 o transporte noturno de estudantes da rede municipal. A expectativa é alcançar uma redução de 25% nos gastos com transporte. “Hoje estamos deslocando oito ônibus à noite para atender 25 alunos. Entramos em contato com as escolas e com os pais informando que no ano que vem não teremos mais condições de manter os serviços, e que os alunos devem ser matriculados no período matutino ou vespertino”, conta.

Em relação ao transporte de universitários para Ituporanga e Rio do Sul, o serviço será mantido, sendo que cada usuário paga R$ 30 mensais de contrapartida pelo serviço, o que equivale a 20% do valor final.
No próximo ano também deverá iniciar a obra do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), que já foi licitado e aguarda os prazos burocráticos para assinatura da ordem de serviço.

Em relação ao Fundam 2, a expectativa é grande, porém, o prefeito ainda não soube precisar qual será o valor liberado. O dinheiro deverá ser aplicado na pavimentação de ruas da área central da cidade.

O prefeito também falou do pagamento da folha e do 13º salário dos servidores, que deverão ser quitados até o dia 20 de dezembro. “Temos que valorizar nosso servidor, pois são eles que fazem tudo acontecer”, finaliza.

Rafael Beling