Por: diario | 30/08/2019

O prefeito em Exercício de Ituporanga, Gervásio Maciel, reuniu a imprensa de todo o Alto Vale nesta quinta-feira (29) em Rio do Sul para apresentar o novo formato da Expofeira Nacional da Cebola a partir do próximo ano, que contempla diversas parcerias público-privadas para melhorias no parque e até mesmo na contratação de shows e exploração de alguns espaços.

Segundo ele a festa será realizada de 2 a 5 de abril e passará por diversas mudanças, entre as principais o destaque são as obras previstas para a arena onde são realizados os shows, que será fechada com uma estrutura móvel, ganhará um placo alternativo e novos camarotes. “O investimento estimado seria de uns R$ 600 mil na arena e seria através de uma concessão. A empresa que vencer, faz as melhorias propostas no projeto e explora esse espaço. Já o lucro ficaria metade para Fexponace para pagar despesas da festa e a outra metade para a própria empresa”, explica.

O centro social também deve ser reformado com uma parceria e alugado para eventos o ano todo. Já a estrutura que abrigava o gabinete do prefeito será transformada em uma lanchonete e entregue para uma empresa que vencer a concessão.

Outra mudança anunciada é a gratuidade para o ingresso dos visitantes no parque durante a Festa da Cebola. “Queremos fazer com que a população de todo o Alto Vale venha prestigiar o maior evento agrícola de Santa Catarina e não precise pagar por isso, beneficiando até mesmo os expositores que terão muito mais público e movimento nas vendas”, comentou.

A próxima edição também deve ganhar mais espaço para mostrar o principal produto da cidade que é a cebola, além de seminários e atrações paralelas como apresentações culturais. A intenção é dar oportunidade aos talentos locais, entre eles alunos e artistas de toda a região. “Também queremos trazer todos os grupos de idosos da nossa região e até mesmo de outras cidades para que venham participar da festa”, disse.

No fim da coletiva Gervásio falou ainda sobre o prejuízo das últimas edições e a expectativa para 2020. “O objetivo da festa não é dar lucro obviamente, mas também não podemos ter prejuízo como em edições anteriores e temos certeza que resgatando esse formato das primeiras edições com essas melhorias que estamos propondo, teremos um grande evento para nos orgulhar”, finalizou.