Por: diario | 01/08/2017

A morte do ex-prefeito de Aurora, Vilmar Zandonai, o Mazinho, de 47 anos, ocorrida no sábado (29) repercutiu no meio político. O Partido Progressista (PP) de Santa Catarina, ao qual Mazinho era filiado, emitiu uma nota de pesar na qual manifestou tristeza ao ser comunicado do falecimento, a sigla manifestou solidariedade a toda a região e à família. O partido destacou Mazinho como importante figura política e grande liderança do Alto Vale.

Autoridades políticas se manifestaram publicamente sobre a morte precoce do partidário. O deputado federal e ex-governador de Santa Catarina Esperidião Amin (PP) publicou em uma rede social mensagem no qual desejou força à família e aos aurorenses diante da inestimável perda. “O Vilmar Zandonai construiu uma história política que orgulha a todos nós progressistas. Deixa como legado os três mandatos como prefeito de Aurora e todo o conhecimento que compartilhou com os tantos amigos que conquistou”, disse Amin.

O deputado estadual José Milton Scheffer (PP), também se apresentou de forma solidária a família e à população de Aurora. “Mazinho foi um grande líder que deixa como seu legado o sua dedicação e seu carinho com as pessoas, um exemplo de homem público que trabalhou sempre em prol da sociedade”, publicou.

O deputado estadual Milton Hobus (PSD) manifestou o pesar e desejou força aos familiares e amigos. “Um sentimento de pesar pela despedida tão precoce do meu amigo, líder e gestor nato. A morte do ex-prefeito de Aurora, Vilmar Zandonai, Mazinho, me deixa consternado e fica difícil acreditar que tão cedo ele teve que partir. Sentiremos falta da personalidade ímpar que era”.

O prefeito de Aurora, Alfonso Maria Souza, o Fumo, (PMDB) adversário político de Mazinho, assinou ainda no sábado o decreto de Luto Oficial de três dias no município. No comunicado oficial a nota afirma que Mazinho deixou relevante contribuição para a cidade e a população. “Registramos nossas condolências à família que receberá as homenagens de estilo, mais do que devidas e a altura do cargo de chefe máximo do Poder Executivo de nossa querida Aurora”, diz o comunicado.

Carreira política

Vilmar Zandonai foi prefeito de Aurora por três oportunidades pelo PP, na primeira vez ele foi eleito vice-prefeito nas eleições de 2000, mas acabou assumindo o Executivo com a morte do prefeito em 2003. Nas eleições de 2004 ele se candidatou a prefeito e foi eleito, em 2012 Mazinho venceu mais um pleito e assumiu a prefeitura em 2013.

Morte

Mazinho sofreu uma queda do telhado do galpão de beneficiamento de cebola que tinha na localidade de Ribeirão Pacas, em Aurora, na quarta-feira (26). Ele passou por uma cirurgia na coluna no Hospital Regional Alto Vale (HRAV), e ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), após passar por cirurgia, mas não reagiu nem respondeu aos tratamentos e medicamentos. A morte foi confirmada por falência múltipla dos órgãos no início da tarde de sábado (29), Mazinho foi velado no Salão da Igreja Matriz Nossa Senhora Aparecida, que fica no Centro de Aurora e sepultado no Cemitério Municipal.

Albanir Júnior