Por: diario | 23/10/2018

O policial flagrado batendo em um morador de rua em Porto Belo, no Litoral Norte catarinense, passou por exames psicológicos na segunda-feira (22) e está apto para trabalhar, conforme o tenente-coronel Evandro Hoffmann, comandante do comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar (BPM). Ainda segundo o comandante, a Polícia Militar tem 40 dias para terminar o inquérito policial militar para apurar responsabilidade do oficial o caso.

O caso ocorreu na madrugada de sábado (20). Um vídeo mostra o policial militar se aproximando do homem, retirando o cobertor do morador de rua e batendo duas vezes nele com um cone. Depois, ele chuta alguns pertences e mais uma vez comete a agressão. A PM diz que o morador de rua foi advertido pelo policial para que ficasse quieto, mas não obedeceu.

Quer receber as notícias no Whatsapp? Clique aqui

O comandante diz que o laudo atestou que o policial está apto para qualquer atividade da polícia, sem restrições. Ele trabalhava no monitoramento das imagens em Porto Belo e vai voltar a função.

Hoffmann ainda disse à NSC TV que o policial tem 27 anos de serviço e “histórico de atuação exemplar”. A PM diz que o inquérito policial militar também já foi instaurado. Ele pode vir a responder por abuso de autoridade no final do procedimento.

Por G1 SC