Por: diario | 05/06/2017

A Polícia Militar de Rio do Sul pede cautela e atenção dos moradores durante as cheias. O 13º batalhão tem recebido muitas ligações sobre suspeita de arrombamento e invasão de propriedade, mas, segundo a PM, nenhuma delas ainda foi confirmada. O relato das pessoas é sobre a movimentação de desconhecidos, em barcos, nas propriedades e comércios que estão sendo atingidos pela enchente.

Nesta manhã, a PM recebeu o chamado para o bairro Canoas, onde pessoas teriam sido avistadas quebrando o vidro de um comércio.  “O pessoal da PM esteve com uma embarcação do bombeiro, fez uma ronda aquática lá, mas não foi nada confirmado […] é muita gente andando com canoa, quebrando vidraça e são os próprios moradores”, informou um policial militar, explicando que muitas vezes se trata da movimentação dos proprietários e amigos que querem entrar no local atingido pela água.

A orientação para a população é que a PM só seja acionada quando houver suspeita concreta.