Por: diario | 03/11/2017

Após recorrer ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), o vice-governador Eduardo Pinho Moreira (PMDB) ganhou o direito de receber a pensão de ex-governador, mas limitada ao valor que recebem os titulares do cargo, no valor de R$ 15 mil.

O pagamento estava suspenso por causa de ação do deputado estadual Padre Pedro Baldissera (PT). O peemedebista está recebendo até o fim do ano os valores devidos em 2017, duas pensões por mês. O resto da conta ainda não tem prazo nem forma de pagamento definida.

Em levantamento divulgado pelo Diário Catarinense, atualmente, oito ex-governadores e três viúvas recebem a pensão vitalícia em Santa Catarina, entre eles Leonel Pavan, que exerceu o cargo por nove meses. São R$ 30,4 mil pagos a cada um e R$ 15 mil a cada uma das viúvas, totalizando R$ 288.768 por mês e R$ 3,7 milhões por ano, com o 13º salário.