Por: diario | 23/08/2018

O piloto rio-sulense de Stunt, Diego Cristian Mafra, vem se destacando na modalidade em competições mundiais. A modalidade aqui no Brasil é conhecida também por Wheeling. O esporte basicamente consiste em realizar manobras praticadas com motocicleta, necessitando de força e equilíbrio. Desde 2008 ele se dedica ao esporte, e desde então, os resultados são satisfatórios. Em 2013 fez a primeira viagem internacional e não parou mais. O piloto já participou de competições em vários países, como Alemanha, Polônia, Dubai, Estados Unidos, Itália, China e Áustria.

TOP 10 do mundo

Diego Cristian Mafra, conquistou a 8ª colocação no Czech Stunt Day, na República Tcheca, e se mantém no top 10 do mundo. Grandes nomes do esporte participaram e o evento se firma como um dos maiores da atualidade. Foram 63 pilotos de 19 países, e Diego foi o único brasileiro a participar, e ainda, representou o continente americano.

O evento foi realizado neste fim de semana. Na sexta-feira (17) ocorreram as qualificações, 63 pilotos entraram na disputa por 30 vagas para a semi-final, no sábado (18). Cada piloto teve três minutos livres para demonstrar as habilidades com a moto, mais 20 segundos para um best trick que ajudava na pontuação. Diego se classificou em 9º lugar para as semifinais.

Já no sábado (18), os pilotos tiveram cada um 3min30s para a volta e mais 20s para o best trick. O brasileiro conta que minutos antes da volta teve o cabo de embreagem quebrado. Com ajuda de um dos pilotos locais conseguiu trocar a tempo, porém encontrou a moto um pouco diferente do que estava acostumado. “Acabei cometendo alguns erros que me deixaram com medo de ficar de fora da final, entre os 15 melhores, tive que arriscar tudo no best trick”, conta o catarinense. Diego arriscou uma manobra, que mesmo não completando 100%, chamou a atenção dos juízes que avaliaram com uma boa pontuação, e assim, alcançou a 11º colocação, entrando para grande final.

No domingo (19), com a moto ajustada, era a hora de jogar o tudo ou nada. “Estudei os erros cometidos no sábado e remontei minha volta para a final. Fiz algumas escolhas de manobras que ainda não tinha realizado no evento”. Diego conta também sobre a adaptação da moto que é diferente da qual usa nos treinos diários. Mesmo com uma diferença de moto o brasileiro não fez feio, acertou a volta como queria. “Na final consegui a 8ª colocação, com o sentimento de dever cumprido. Foi muito importante participar do campeonato, rever grandes amigos e viver essa experiência foi incrível. Quero agradecer à todos pelas mensagens de apoio e incentivo, muito obrigado”, finaliza.

Participações em campeonatos

Em 2013, Diego participou de um campeonato realizado em Bydgoszcz na Polônia, o StuntGP reuniu 70 pilotos de 26 países. Além do campeonato, treinou na Áustria com Mattie Griffin, piloto Irlandês, e o alemão Chris Pfeiffer que já foi quatro vezes campeão na modalidade. Em 2014 participou do campeonato Evotech Stunt em Trento na Itália, e em 2016 participou novamente e obteve a 3ª colocação, melhor resultado de um brasileiro nos últimos anos. 2015 foi a vez do Stunt Wars em Orlando, nos Estados Unidos. E por fim Stunt Masters Cup, no Emirates Bikes Festival, em Dubai nos Emirados Árabes, em 2016 e 2017.

Tatiana Hoeltgebaum