Por: diario | 11/10/2018

A Petrobras anunciou nesta quarta-feira (10), uma redução de 0,9% nos preços da gasolina nas refinarias. Com isso, o valor passou de R$ 2,1889 para R$ 2,1691 o litro a partir desta quinta-feira (11).

Trata-se da segunda redução na semana. Na terça-feira (9), os preços já tinham sido reduzidos em 1,23% nas refinarias. Desde 28 de setembro, o preço vinha se mantendo inalterado, em meio a política de hedge adotada pela petroleira. Em setembro, a Petrobras anunciou um mecanismo de proteção financeira (conhecido como hedge) que permite aumentar os intervalos de reajustes nos preços da gasolina nas refinarias em até 15 dias.

Até então, a empresa adotava reajustes quase diários no valor do combustível, com base sobretudo no mercado internacional e no câmbio.

Quer receber as notícias no Whatsapp? Clique aqui

A redução do preço da gasolina ocorre também meio meio ao recuo do dólar. Na véspera, a moeda norte-americana caiu 1,51%, vendida a R$ 3,7090. Foi o menor valor desde o dia 3 de agosto.

Já o preço do petróleo Brent subiu 1,3% na véspera, a US$ por barril. A referência global tocou uma máxima em quatro anos de US$ 86,74 na semana passada, mas recuou para US$ 82,66 na segunda-feira.

A Petrobras adota novo formato na política de ajuste de preços desde 3 de julho do ano passado. Pela nova metodologia, os reajustes acontecem com maior periodicidade, inclusive diariamente. Desde o início da nova metodologia, o preço da gasolina nas refinarias acumula alta de 66,55% e, o do diesel, valorização de 74,21%, segundo o Valor Online. Já o preço do litro do diesel segue estável em R$ 2,3606. A última alta ocorreu em 30 de setembro diante da atualização do valor referencial prevista no programa de subvenção do governo.