Por: diario | 15/09/2017

O deputado Federal Rogério Peninha Mendonça, forte liderança política da região da Cebola, não compareceu ao 2º Grito dos Cebolicultores, realizado ontem em Ituporanga. Porém, o parlamentar fez um discurso acalorado na Câmara dos Deputados e pediu apoio aos membros da Casa Legislativa para que a cebola seja incluída na Lista de Exceção da Tarifa Interna Comum (Letec).

Atualmente, Santa Catarina é um dos maiores estados produtores de cebola no Brasil, responsável por cerca de 30% da produção nacional. “Infelizmente, todos os anos, durante a safra de cebola em Santa Catarina o Brasil importa o produto da Holanda e outros países da Europa, o que acaba prejudicando a agricultura familiar”, explica Peninha.

Com a inclusão da cebola na Letec, haveria a possibilidade do Brasil aumentar a taxa de importação do produto de países que não fazem parte do Mercosul, principalmente da Europa, permitindo uma concorrência paritária com o pequeno produtor rural brasileiro. “Precisamos aumentar a taxação sobre o produto de 10% para 35%, para com isso permitir que nossos cebolicultores possam continuar sobrevivendo dessa cultura”.

Peninha lamentou não poder participar da mobilização que reuniu milhares de pessoas em Ituporanga. “Eu lamento não estar em Ituporanga neste momento, numa grande mobilização, com mais de 2 mil produtores de toda a região, fazendo suas reivindicações que são justas, porque são pequenos produtores que sobrevivem dessa cultura. Faço esse apelo, aqui nessa Casa, para que todos possam reforçar essa solicitação de Ituporanga e de Santa Catarina”, finaliza.

Rafael Beling