Por: diario | 29/10/2018

Um dia após a eleição, caminhoneiros realizam uma nova paralisação. Convocada pelo caminhoneiro Wallace Landim, conhecido como Chorão, convocou o ato na cidade de Catalão, no Sul de Goiás. A manifestação, que iniciou nesta segunda-feira (29), pede o pagamento integral da tabela do piso mínimo do frete.

Uma reportagem publicada no site da revista Exame afirma que caminhoneiros de Santa Catarina podem entrar na paralisação. O líder do movimento diz que não é uma paralisação nacional, mas espera que outros estados também façam atos buscando a cobrança do frete mínimo.

Em sua página no Facebook, Wallace publicou um vídeo em que diz que nenhum caminhão vai sair das fábricas de catalão sem o pagamento do piso mínimo. De acordo com ele, fiscais da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) estão fazendo a fiscalização dos caminhoneiros.

“Estamos trabalhando em busca de melhorias para a categoria. Não vamos parar enquanto não se adequar o piso mínimo. Vamos deixar bem claro que não é uma manifestação nacional, mas quero que os outros estados lutem também pelos benefícios que a gente conquistou durante as mobilizações de maio.

Fonte: OCP