Por: diario | 16/05/2018

O evento Force Fight Championship reúne diversas equipes e atletas de Santa Catarina para disputarem lutas e também ajudar o próximo. A competição já aconteceu em Agronômica no ano passado e, em abril, realizou a nona edição em Balneário Barra do Sul. Agora as lutas chegam a sua 10ª edição, e o evento será em Trombudo Central, com a realização da Academia Central Fitness.

“Temos uma equipe de luta, a Kamikase, e junto do grupo Force Fight resolvemos neste ano trazer o evento para Trombudo Central. A primeira edição na cidade”, anuncia Diego Filizola Rocha Vieira proprietário e educador físico na Academia Central Fitness e realizador do evento. Diego comenta também que como praticante de arte marcial, viu a necessidade de trazer algumas modalidades para a região. “Como proprietário e também praticante de arte marcial, vimos a necessidade de na região de Trombudo Central, se colocar algumas lutas. E hoje temos as modalidades de jiu-jitsu, muaythai e kickbox para as mulheres, na academia”, conta.

Para participar da competição as equipes das academias da região e estado realizam as inscrições dos atletas, que já estão fechadas para essa edição. O 10º FFC – Force Fight Championship será no sábado, no Ginásio de Esportes Walter Bell, com lutas a partir das 17h. “No sábado, dia 19, às 10h será feita a pesagem dos atletas na academia, quem quiser acompanhar está convidado a prestigiar. E às 17h começam as lutas, temos 20 lutas fechadas, são 40 atletas participantes”, afirma o realizador.

Para participar, o público já pode adquirir os ingressos antecipados nos pontos de distribuição e levar também um 1kg de alimento não perecível, que será destinado ao Centro de Referência de Assistência Social – CRAS de Trombudo Central.

“O evento tem um cunho social também e os alimentos arrecadados serão entregues ao CRAS de Trombudo. Já fizemos outros eventos e buscamos ajudar alguma instituição, como foi um feito em prol do hospital. Dessa vez escolhemos o CRAS, porque ele ser uma entidade que sabe quais são as famílias carentes, sabem para quem destinar esses alimentos da melhor maneira”, explica Diego.

Diego conta também que o objetivo das disputas são em busca de aprimorar o desempenho e buscar a evolução de cada atleta nas modalidades, antes mesmo de conquistar o cinturão. “Vai ter disputa de três cinturões, mas como é um esporte amador, não profissional, os atletas vão lá pra se desempenhar”, comenta.

O público irá acompanhar as lutas de duas modalidades, o MMA e o Muaythai. As artes marciais mistas (AMM), mais conhecidas pela sigla MMA, do inglês mixed martial arts, são artes marciais diversas que incluem tanto golpes de combate em pé quanto técnicas de luta no chão. O Muaythai é uma arte marcial originária da Tailândia e disciplina física de luta em pé, que inclui golpes pelo uso combinado de punhos, cotovelos, joelhos, canelas e pés.

Quem quiser participar pode comprar os ingressos nos pontos de venda ou até mesmo no dia e local do evento, com um valor diferenciado. “São quatro modalidades de ingressos, para crianças até 7 anos que pagam 1kg de alimento, até 10 anos pagam metade do ingresso e um 1kg de alimento. Acima disso é o ingresso normal, arquibancada R$10 e 1kg de alimento, e o vip, dentro da quadra ao redor do octógono é R$25. E temos a mesa também com quatro lugares, a R$200”, explica.

Os ingressos estão sendo vendidos na Academia Central Fitness, na Rua Ernesto Prada, nº 386, bairro Vila Nova em Trombudo Central e também no Street Dog Lanches, no centro da cidade.

Susana Lima

Receba primeiro as notícias do Jornal Diário do Alto Vale, faça parte do grupo de Whatsapp. Clique aqui