Por: diario | 19/11/2016

Rio do Sul foi um dos primeiros municípios do estado a aderirem ao Programa Residência em Gestão Municipal, da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). O projeto visa trazer técnicos em administração para auxiliar na gestão das prefeituras. A iniciativa deverá entrar em execução a partir do próximo mandato.

A adesão de Rio do Sul ao programa foi confirmada nesta semana pelo candidato a prefeito eleito José Eduardo Thomé, em um encontro realizado em Florianópolis. O projeto foi desenvolvido pela Fundação Escola de Governo (ENA) da Udesc e o objetivo é que profissionais capacitados auxiliem no planejamento e na execução de projetos estratégicos para os municípios.

“A proposta é fazer um acompanhamento da gestão do Município e o foco agora são os novos governos”, comenta Thomé. Ele explica que as cidades do estado tem até o dia 25 de novembro para aderirem ao programa. A partir daí, a Udesc irá lançar um edital, a nível de Brasil, que irá buscar os profissionais especialistas em administração pública, para atuarem nas prefeituras.

Após a seleção realizada pela universidade os técnicos serão direcionados às prefeituras inscritas no programa. “Eles estarão em caráter comissionado dentro da prefeitura com um contrato estipulado para quatro anos, dentro do período da administração”, fala. “Vale destacar que é uma contratação isenta, técnica, apolítica, que precisa dar resultado na gestão do Município”, acrescenta Thomé.

Os contratados deverão atuar no acompanhamento da gestão do Município auxiliando em projetos e capitação e direcionamento de recursos, por exemplo. Após o processo seletivo, os escolhidos passarão os meses de janeiro e fevereiro do ano que vem realizando um trabalho de planejamento e devem começar efetivamente nos municípios a partir de março.

“A gente vai estar fazendo esse enxugamento na máquina com a redução das secretarias, mas também temos uma preocupação com o custeio da máquina pública, gastos desnecessários que precisam ser observados e cortados, então tenho certeza que esse perfil de profissional com essa formação em administração pública, vai ser superinteressante para o nosso município”, fala Thomé sobre a importância do programa para Rio do Sul.

O Programa Residência em Gestão Municipal exige que cada prefeitura contrate quatro profissionais, porém Thomé deverá conversar com os organizadores para que Rio do Sul possa ter apenas dois técnicos, por conta da demanda do município. Além do processo seletivo, a Udesc irá fazer um acompanhamento dos trabalhos realizados durante os quatro anos do mandato.

Rio do Sul, Blumenau e Palhoça foram as primeiras cidades do estado a se inscreverem no programa. “Nós estamos saindo na frente no quesito fazer gestão de verdade, o momento exige isso e nós temos coragem para fazer isso. O cargo comissionado não é de um companheiro político, ele vai estar sendo destinado à um técnico com condições de contribuir na gestão e eu tenho plena convicção de que a população quer isso”, finalizou Thomé.

Sindréia Nunes