Por: diario | 14/09/2018

Muitas pessoas voluntárias, ou que foram convocadas para trabalhar nas eleições deste ano, já estão recebendo capacitação, inclusive no Alto Vale.

A 102ª zona eleitoral já realizou o treinamento em seis cidades do Alto Vale: Laurentino, Rio do Oeste, Agronômica, Aurora, Presidente Nereu e Lontras. Já o Cartório da 26ª zona eleitoral, que tem como sede o município de Rio do Sul, ainda realiza alguns treinamentos que acontecem no Núcleo de Práticas Jurídicas da Unidavi.

“Precisamos de quase mil mesários nesses sete municípios e contamos com o apoio e a colaboração de todos os convocados que tem condições de exercer esse encargo e essa função do exercício da democracia”, pontua o chefe do cartório das 102 zona eleitoral, Carlos Alberto Moraes.

Entres os encargos dos convocados e voluntários, estão os presidentes de mesa, o primeiro e o segundo secretário.

Quer receber as notícias no Whatsapp? Clique aqui

Os presidentes de mesa geralmente são pessoas que já trabalharam em eleições anteriores, o primeiro secretário e o segundo são as pessoas que vão colher as assinaturas e auxiliar para colher a digital daqueles que já fizeram o cadastramento biométrico e temos o secretário, o quarto integrante, que organiza as filas e fica na entrada conferindo o título de eleitor e o documento com foto.

Os convocados e voluntários receberão alguns benefícios por trabalhar e auxiliar nas eleições.

“A Lei prevê a possibilidade e o direito de dois dias de folga em suas atividades profissionais, além disso, eles vão receber um vale alimentação no valor de R$ 30”, explica.

Propagandas irregulares

Questionado sobre as propagandas irregulares nas eleições deste ano Carlos comenta que apenas uma denúncia foi feita. “Nós tivemos um caso com outdoor no município de Lontras, sendo um outdoor do candidato a presidente Bolsonaro que já estava antes do processo eleitoral, quando chegou ao período eleitoral e como é proibido outdoor ouve uma apresentação do Ministério Público e o juiz eleitoral determinou que fosse retirado”, citou.

Candidaturas indeferidas

Os Candidatos para deputado estadual em Santa Catarina somam 465 nomes e até nessa quinta-feira (13) e cinco candidatos tiveram a candidatura indeferida, sendo Angelita de Fátima de Lima (PATRI), Ericka Yorrany Dias de Oliveira (PV), Fernanda Beatriz Botelho (PV), Paulo Roberto Antunes dos Santos (PATRI) e Valdemar Ignaczuk (PSL).

Já os candidatos a deputado federal somam 248 nomes, entre eles cinco tiveram suas candidaturas indeferidas: Alquile Censi (PATRI), Fernando Cordioli Garcia (PATRI), Elenir de Aguiar Silvano (MDB), e Frontino Damas Filho (PATRI), Rosangela de Souza Cunha (MDB).

Quer receber as notícias no Whatsapp? Clique aqui

Para governador são nove nomes à disposição. Em Santa Catarina nenhuma candidatura foi indeferida, mas ainda dois candidatos estão aguardando julgamento: Ângelo Henrique da Silva Castro, (PCO), e Jessé Pereira (PATRI).
Para senador, nenhuma candidatura foi indeferida, mas cinco aguardam julgamento: Andreá Luciano Carvalho (PCO) Diego Oliveira de Paola (REDE), Miriam Prochnow (REDE),Antônio Valmor de campos (PSOL) Pedro Cabral Filho (PSOL).

Tatiana Hoeltgebaum