Por: diario | 25/01/2018

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, fez na terça-feira (23), previsões otimistas para a economia brasileira. Meirelles afirmou que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro poderá superar os 3% previstos pelo governo para 2018.

“Estamos em uma situação em que se consolidou a trajetória de recuperação, de crescimento do Brasil”, disse o ministro em entrevista, após participar de uma palestra. “O FMI sempre é mais conservador, como deve ser, normal. Mas, evidentemente, os analistas brasileiros têm mais informação a respeito. Acredito que o crescimento [do PIB] vai estar mais próximo de 3% ou até superar os 3%”, acrescentou.

A previsão de Meirelles está acima da divulgada pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) nesta segunda-feira (22). A instituição estima que o crescimento no país deve chegar a 1,9%, em 2018. Já o mercado financeiro prevê um crescimento de 2,7%.

Em Davos, na Suíça, para participar do Fórum Econômico Mundial, o ministro destacou ainda o crescente interesse de estrangeiros em investir no Brasil. “É normal que, em período eleitoral, muitos [investidores] passem a ter um pouco mais cautela, aguardando o desenrolar dos acontecimentos. Mas o interesse é muito grande. O investimento direto no Brasil é grande e tende a crescer”, ressaltou.

Ao ser questionado se pretende se candidatar à Presidência nas eleições deste ano, Meirelles afirmou que investidores lhe pedem o tempo todo que se candidate. “Isso é recorrente. Sempre tem essa história”, acrescentou. O ministro, porém, disse que decidirá sobre isso em abril e descartou concorrer como candidato a vice-presidente em alguma chapa.

Meirelles defendeu ainda a privatização da Eletrobras, cuja proposta foi encaminhada pelo governo ao Congresso, e afirmou que a administração de Michel Temer vai vencer a batalha para aprovar a venda da estatal.

O Fórum Econômico Mundial começou na terça-feira (23) e prossegue até o dia 26. Temer chegou na quarta-feira (24) a Davos, onde fez discurso.