Por: diario | 10/03/2020

 

Reportagem: Jorge Matias – DAV

 

Os eleitores de Laurentino escolheram neste domingo (8), Marcelo Rocha (MDB) para comandar o Executivo do município. O novo prefeito foi eleito com 40,34% dos votos na eleição suplementar. O emedebista, que seguirá no cargo até o final do ano, revelou as prioridades do governo e adiantou em entrevista ao DAV, que deve tentar a reeleição em outubro.

 

O prefeito eleito disse que vai passar por uma avaliação nesse primeiro período. “Se a população entender que estamos fazendo um bom trabalho, com certeza eu e Agenor seremos candidatos em outubro”, ressaltou.

 

Rocha disse que apesar de ter pouco tempo para trabalhar, ações pontuais estão programadas. “Principalmente na agricultura, queremos dar uma atenção especial ao homem e a mulher do campo com ações que ajudem no seu dia-dia”, disse.

 

O emedebista disse também que na área da saúde, a primeira intervenção será a contratação de um médico geriatra. “Precisamos atender a terceira idade. Nossa população vem envelhecendo e a gente vê a necessidade de ter esse especialista aqui”, comentou.

 

Números da eleição

 

As eleições suplementares de Laurentino foram disputadas por três chapas e o candidato tucano, Salésio Nardelli, alcançou 1.340 votos (31,30%). Já o candidato da coligação PSD, PTB e PP, Ademir Caetano obteve 1.214 votos (28,36%).

 

Das 19 sessões de votação do município de Laurentino, Rocha obteve a maioria dos votos em 13. O candidato tucano, Salésio Nardelli, venceu em três urnas e Ademir Caetano, venceu em duas e teve o mesmo número de votos de Marcelo Rocha em uma urna.

 

De acordo com os dados disponibilizados pela Justiça Eleitoral, dos 4.517 votos apurados, 4.281 foram válidos. O total de votos em branco foi de 75 e o número de votos nulos foi de 161.