Por: diario | 19/05/2017

Mais de cinco toneladas de maconha foi o resultado de dois dias de buscas e investigações realizadas pela Polícia Civil de SC (por meio da Diretoria de Investigações Criminais DEIC e Divisão de Combate ao Narcotráfico DENARC), com apoio da Polícia Rodoviária Federal e Receita Federal.

Na madrugada de ontem (18) na BR 101, em Garuva, foi possível flagrar a droga escondida no fundo de uma carga de milho a granel, proveniente do Mato Grosso do Sul.

A carreta bi-trem, com placas de Palhoça/SC, tinha como destino para o milho a cidade de Lauro Muller/SC, mas a maconha provavelmente seria distribuída em grandes centros consumidores como a região da capital.

O motorista, de 35 anos de idade, morador de São Bonifácio/SC, não possuía antecedentes policiais e disse que não acompanhou o carregamento do veículo e que não sabia que estava transportando entorpecentes.

Durante a coletiva de imprensa na sede da DEIC na manhã de hoje, onde participaram representantes da Receita Federal o Inspetor-Chefe Substituto Marcos Antônio Vighi, da PRF o Chefe da Seção de Policiamento e Fiscalização Inspetor Adriano Xavier e da Polícia Civil Pedro Henrique de Paula e Silva Mendes, titular da DENARC/DEIC e Adriano Krul Bini, Diretor da DEIC, foi ressaltada a importância da integração e cooperação para realização de trabalhos conjuntos em prol da Sociedade Catarinense.

A pesagem oficial será realizada ainda hoje pelo Instituto Geral de Perícia de Florianópolis, mas de acordo com a estimativa inicial, já pode ser considerada a maior apreensão já realizada em solo catarinense pelas forças policiais.