Por: diario | 2 meses atrás

Foi realizada na noite de segunda-feira (9), em Ituporanga, uma audiência púbica para tratar da obra de pavimentação da SC-281, que liga Atalanta e Ituporanga. Mais de 300 pessoas participaram do encontro que foi motivado pelo deputado estadual João Amim (PP), presidente da Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc).

O prefeito de Ituporanga, Osni Francisco de Fragas, o Lorinho, avaliou positivamente a audiência, porém, afirmou que a discussão do projeto precisa ser ampliada. “Eles direcionaram o trajeto para uma comunidade sem dar satisfação para outra. O projeto inicial beneficiaria diretamente as comunidades de Alto Dona Luiza e Alto Águas Negras, onde foi criada uma expectativa para aquelas comunidades. Agora, apareceu o projeto por Lajeado, saindo no Ribeirão Matilde”.

O prefeito também se mostrou descontente com a falta de técnicos do Deinfra, responsáveis pela montagem do projeto, os quais seriam fundamentais para a explicação técnica da obra.

Na audiência, o secretário da Agência de Desenvolvimento Regional de Ituporanga, Elias de Souza, afirmou que o projeto executivo de pavimentação estava na Prefeitura desde 2016. “Isso é uma enganação. Tenho 1000% de certeza que este projeto não estava e não está aqui na Prefeitura”, rebate Lorinho.

O valor estimado da obra é de R$ 58 milhões, e deve compreender 19,8 km de extensão.

O prefeito mostrou-se satisfeito com o apoio dos deputados que representam a Região da Cebola. “Gostei do depoimento do deputado Milton Hobus, que a partir de agora não aprovará nenhum projeto de interesse do governo do Estado, sem que ele coloque o recurso para ao menos iniciar a obra”, conta.

Lorinho compreende a situação financeira do Estado, que encontra dificuldades devido à crise política e econômica que o país vive. Porém, foi enfático ao afirmar que uma alternativa deve ser viabilizada e a obra precisa começar. “Uma alternativa seria eles fazerem 5 km direção Atalanta, Ituporanga e 5 km Ituporanga, Atalanta. Fazer aos poucos para que a comunidade realmente seja agraciada”, adverte.

Pacote de obras Badesc

O prefeito Lorinho aguarda a liberação de R$ 6 milhões em recursos que serão viabilizados por meio de um financiamento junto ao Badesc. “Sabemos das dificuldades financeiras do Estado e da União em repassar recursos para os municípios. Nosso pessoal se antecipou e está trabalhando em diversos projetos, para que possamos efetivar esse empréstimo, que será pago dentro de nossa administração, e executar obras que nossa população tanto precisa. Estamos ansiosos aguardando essa confirmação”, conta.

Caso o dinheiro seja liberado, o recurso será voltado principalmente à ampliação de algumas creches da cidade, com o objetivo de ampliar a oferta de vagas à comunidade.

Outra obra que faz parte do pacote é a pavimentação da rua Hugo Haverroth, além de várias ruas que serão contempladas no bairro Vila Nova, Santo Antônio, Boa Vista e Girassol. “Nossa expectativa é terminar a gestão com pelo menos 30 novas ruas pavimentadas, um marco para a história da nossa Ituporanga”, comemora Lorinho.

Os recursos também devem ser aplicados na renovação da frota das Secretarias de Obras e Agricultura, com a aquisição de três caminhões traçados, que serão utilizados principalmente na manutenção da malha viária do município. “Nossa marca não quero deixar apagar. No meu governo passado, minha marca era estrada boa. E esse ano não deixarei apagar essa marca”, conta.

Pacote de Obras Fundam

A expectativa dos prefeitos em relação à liberação de recursos do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam) é grande. Lorinho conta que sua equipe de trabalho está se antecipando e finalizando alguns projetos para captação de recursos. “Estamos elaborando os projetos e dependendo dos valores que serão liberados, haveremos de dar uma participação muito positiva nas obras que prometemos”, comemora.

Entre as obras que poderão ser viabilizadas pelo Fundam, Lorinho destaca a revitalização da ponte Irineu Bornhausen, que liga Atalanta a Ituporanga, onde será feita uma passarela para pedestres.

Outra parcela será investida na valorização do esporte e das atividades de lazer nas comunidades. É o caso da ampliação do ginásio Henrique Roletz, no Centro, a construção de outros dois ginásios, um no Rio das Pedras e outro na comunidade de Rio Areias, e a conclusão do ginásio da Ilha Grande e do Alto Rio das Pedras. Lorinho também pretende realizar melhorias na quadra de esportes do bairro Nossa Senhora de Fátima.

Em relação às pavimentações, a intenção é pavimentar a rua José Paulino Clasen e também a rua Antônio Loffi, além de outras seis pequenas ruas no bairro Nossa Senhora de Fátima. Na Gabiroba, ele prevê a pavimentação de mais seis ruas. “Para estas obras contamos com recursos assegurados por nossos representantes em Brasília, por meio de emendas parlamentares”, destaca.

Lorinho também aguarda com expectativa a liberação de mais cinco novos ônibus que serão utilizados no transporte escolar do município, os quais serão disponibilizados pelo Programa Federal Caminho da Escola. “No início do ano cadastramos quase R$ 20 milhões em obras, em diversas modalidades, do governo federal. Estamos fazendo nosso papel para melhorar cada vez mais nossa cidade”, finaliza.

Rafael Beling