Por: diario | 26/11/2019

 

Helena Marquardt

 

Uma reunião realizada na noite de sexta-feira (22) na Câmara de Vereadores de Rio do Sul, definiu novos rumos para o Partido Progressista na capital do Alto Vale. A empresária, Albina Peron Goetten de Lima, a Lela, assumiu a presidência da sigla que já teve inclusive apresentação de pré-candidatos para as eleições de 2020. O encontro contou com a presença do senador Espiridião Amin, uma das principais figuras do partido em Santa Catarina e também no país.

 

A nova presidente do PP, destacou que a reunião foi bastante participativa e o que impressionou foi o número de mulheres no encontro, várias pré-candidatas a vereadoras. “Essa também é a finalidade, de trazer as mulheres para a participar da política. A mulher tem que se empoderar mais, e principalmente na política podemos fazer a diferença. Outro ponto positivo foi a participação da juventude então 2020 será um ano de renovação, teremos candidatos a vereadores e também a prefeito”, disse Lela.

 

O empresário Francisco Goetten de Lima, o Chico, comentou que nesse momento, o planejamento do PP é para construir a base do partido para as eleições. “Esse é o primeiro passo, montar um time de vereadores para que possamos abranger várias classes da sociedade para poder discutir com eles o nosso plano de governo, mas temos nomes pensados para a majoritária e damos abertura para a liderança que vem agregar e somar. Se chegar alguém mais preparado com certeza terá vez e voz, importante é a construção”, afirmou.

 

Já Dionísio Maçaneiro, foi eleito primeiro secretário da nova gestão e também ressaltou a importância da base do Partido Progressista. “Começamos exatamente buscando a base, valorizando cada cidadão que veio conversar conosco sobre sua pré-candidatura, do seu desejo de fazer parte deste partido que ao longo da sua história sempre deixou boas marcas por onde passou e sempre foi uma regra nossa ter pessoas de bem”, disse.

 

Sobre a composição do diretório, o senador Espiridião Amin diz que deixa Rio do Sul bastante satisfeito. “Uma reunião maravilhosa e exemplar com a participação da mulher e do jovem. Um partido oxigenado, valente, corajoso para fazer a política com a qualidade que o povo brasileiro exige, de mãos limpas, de cara limpa e com o coração aberto. Saio daqui rejuvenescido com mais confiança”, completou.

 

Amin ainda afirmou que sempre foi favorável ao fim das coligações para as eleições proporcionais e está confiante com os rumos das eleições municipais. “Briguei muito para acabar com a coligação nas eleições proporcionais porque vai ser bom para a política brasileira, vai reduzir o número de siglas, muitas bancadas com dinheiro público, fundo partidário, fundo eleitoral. O partido vai ter que ter chapa própria para poder aspirar o poder. O partido existe para isso e não para fazer conchavos e alugar tempo de televisão e rádio e cobrar uma vaga na chapa majoritária de outro”, afirmou