Por: diario | 14/03/2019

Prevenção e cuidados com a saúde são essenciais para o pleno desenvolvimento das crianças. A partir deste mês entra em vigor a Lei Nacional que determina a realização de cursos de Primeiros Socorros para professores e funcionários de estabelecimentos de ensino de educação básica e infantil. É a chamada lei Lucas, entretanto, a Secretaria Municipal de Educação de Rio do Sul (Seduc) se antecipa e já realiza ações dessa natureza há 11 anos.

A secretária da pasta, Janara Mafra, enfatiza que

“em Rio do Sul já é realizado desde 2008, por meio de parceria com o Corpo de Bombeiros. Muitos de nossos professores de Educação Infantil são capacitados. Aliás, o cronograma já existia e foi retomado na atual gestão”.

Quer receber as notícias no Whatsapp? Clique aqui

Os educadores aprendem técnicas de prevenção para agir diante de situações como quedas, curativos, engasgos, pequenas queimaduras e demais situações de emergência. Há atividades teóricas e práticas.

A servidora explica que a proposta foi colocada em prática

“em decorrência de alguns acidentes que aconteceram na rede municipal. É fundamental que os professores, que são as pessoas que ficam a maior parte do tempo com os bebês em sala, tenham uma atuação direta com as crianças de zero a seis anos”.

Quer receber as notícias no Whatsapp? Clique aqui

O prefeito, José Thomé, declara que

“essa é mais uma comprovação da pro atividade das nossas ações. As crianças merecem um cuidado especial e levamos em consideração esse bem precioso. Por isso oferecemos qualidade nos serviços prestados, seja na formação quanto no cuidado e amparo dos pequenos”. A determinação é que o curso seja realizado a cada dois anos. Em caso de descumprimento as unidades de ensino serão passíveis de notificação, multa e até cassação do alvará ou responsabilização patrimonial.

O nome Lei Lucas (13.722/18) é uma referência ao aluno de 10 anos, que morreu vítima de engasgamento, em Campinas-SP.

Quer receber as notícias no Whatsapp? Clique aqui