Por: diario | 15/05/2019

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) obteve a condenação Henrique Quirino de Marcos a 60 anos de prisão. Henrique matou violentamente um idoso e sua esposa com intuito de roubá-los, o que configura latrocínio. O crime ocorreu no interior do Município de Vitor Meireles, que integra a Comarca de Presidente Getúlio.

A denúncia da Promotoria de Justiça de Presidente Getúlio relata que, na madrugada do dia 16 de setembro de 2018, Henrique matou o idoso José Floriano da Silva, de 71 anos, e a esposa deste, Tereza Calizário da Silva, de 57 anos. Para tanto, utilizou de violência, empregada por meio de golpes de faca e de um bastão, o que resultou na morte das vítimas. Após matar o casal, Henrique roubou seus pertences.

As investigações chegaram até o autor do fato por meio de denúncia anônima. A roupa utilizada por Henrique no dia do crime foi encontrada e encaminhada para o Instituto Geral de Perícias (IGP) para realização de perícia.

De acordo com o Promotor de Justiça Eliatar Silva Junior, a autoria do latrocínio – crime configurado pelo ato de matar com objetivo de roubar – só ficou provado por meio do exame de DNA realizado na roupa de Henrique, na qual foi encontrado sangue das vítima, em conjunto com a prova testemunhal produzida durante a instrução processual.

A ação penal foi julgada procedente pelo Juiz de Direito da Comarca de Presidente Getúlio, Felipe Agrizzi Ferraço, que sentenciou Henrique Quirino de Marcos a 60 anos de reclusão em regime inicialmente fechado pelo crime de latrocínio. A decisão é passível de recurso.

Por: Ministério Público