Por: diario | 1 mês atrás

 

O Ministério da Agricultura liberou nesta sexta-feira (28) o registro de mais 32 agrotóxicos para utilização industrial, ou seja, produtos que serão usados como matéria-prima na elaboração de pesticidas para os agricultores.

 

Segundo o governo, todos os agrotóxicos que tiveram o registro publicado no “Diário Oficial da União” desta sexta são genéricos de produtos já registrados no Brasil.

 

“É importante destacar que nenhum desses 32 produtos registrados estarão disponíveis para compra pelos agricultores por se tratarem de produtos técnicos. Também não houve o registro de nenhum produto contendo ingrediente ativo inédito no Brasil”, explicou em nota o coordenador-geral de Agrotóxicos do Ministério da Agricultura, Bruno Breitenbach.

 

A lista divulgada pelo Ministério da Agricultura para verificar se os princípios ativos liberados possuem autorização na União Europeia e nos Estados Unidos.A maioria dos pesticidas são aprovados nos dois locais. Nos EUA, grande parte está em reavaliação, porém, este é um procedimento normal do país, que costuma revisar a autorização dos defensivos agrícolas com frequência.

 

Novo método de divulgação

 

A divulgação desta sexta representa uma mudança no método do governo anunciar a liberação de agrotóxicos. Até 2019, o ministério divulgava a aprovação dos pesticidas para a indústria e para os agricultores no mesmo ato dentro do “Diário Oficial da União”.

 

A série histórica de registros, que apontou que 2019 como ano recorde de liberações, leva em conta a aprovação dos dois tipos de agrotóxicos: os que vão para indústria e os que vão para os agricultores.

 

 

Fonte: G1