Por: diario | 23/07/2017

A deputada federal Geovania de Sá (PSDB) aproveita o recesso na Câmara Federal para participar de compromissos por Santa Catarina, uma das primeiras regiões visitadas foi o Alto Vale do Itajaí, onde ela cumpriu agenda nesta semana em alguns municípios, para anunciar emendas parlamentares que devem suprir demandas que vem da região.

Pelo menos seis municípios foram contemplados com emendas que somadas se aproximam de R$ 1 milhão somente para o Alto Vale. O maior valor foi destinado para Rio do Sul, o recurso anunciado é de R$ 370 mil para o custeio do atendimento à Saúde. Witmarsum foi a cidade que recebeu o anúncio do segundo maior valor de emenda, serão R$ 188 mil, para a aquisição de um ônibus para a Educação.

No município de Laurentino a emenda será de R$ 100 mil, que será utilizada para equipar o Conselho Tutelar, com o kit que envolve um carro, cinco computadores, uma impressora, uma geladeira, além de um bebedouro.

Agronômica foi contemplada pela deputada tucana com uma emenda parlamentar de R$ 100 mil, recursos que serão utilizados para a manutenção de unidades de saúde. O município de Taió também foi contemplado com R$ 100 mil, o recurso também será utilizado pela Gestão para a manutenção das unidades básicas de saúde.

A deputada que tem a base eleitoral em Criciúma no Sul do estado, reforçou o compromisso que tem com toda Santa Catarina “Quando me candidatei ao cargo, buscava melhorar a vida de cada cidadão catarinense. Então, não levo recursos somente para a minha região”, explica.

Outras duas cidades do Vale do Itajaí também foram contempladas com emendas parlamentares anunciadas por Geovania nesta semana. Em Luiz Alves foram R$ 100 mil para a Saúde e em Timbó R$ 133 mil para o custeio do Hospital e Maternidade Oase. Se somados esses valores só esta semana as emendas garantidas pela parlamentar se aproximam de R$ 1,2 milhão.

A chegada dos recursos assegurados pelas emendas parlamentares agora depende da liberação dos ministérios aos quais estão vinculados. “O deputado marca o recurso, quem libera é o ministério de cada política pública”, explicou Geovania.

As equipes de gestão dos municípios também precisam ficar atentas ao prazo aberto pelos ministérios para fazer o cadastro necessário. “Aí depois vem toda a análise, se é projeto, o que vai ser feito com o recurso aí o ministério conforme a liberação dos recursos vai repassando aos municípios” acrescentou a deputada.

                                                                                                                                                                                                                                                       Albanir Júnior