Por: diario | 23/04/2015

O governo do estado trabalha em parceria com o governo federal para garantir a ajuda necessária para restabelecimento das famílias que tiveram suas casas atingidas pelo tornado nesta segunda-feira, no Oeste catarinense.

O governador Raimundo Colombo conversou por telefone com a presidente Dilma Rousseff e tratou com ministros de diferentes pastas sobre a ajuda necessária para garantir a agilidade no atendimento das famílias. Os ministros da Integração Nacional, Gilberto Occhi, e do Trabalho, Manoel Dias, já visitaram cidades atingidas, como Xanxerê e Ponte Serrada, e anunciaram as primeiras medidas.

O Ministério da Integração Nacional, por meio da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), mobilizou uma tropa com 100 homens do Exército para ajudar na remoção dos escombros e na limpeza da cidade de Xanxerê e região. A Defesa Civil do Estado trabalha no levantamento dos estragos para definição de outras providências por parte do governo federal.

“O primeiro passo é o socorro imediato para todas as famílias, garantindo tudo o que a cidade está precisando, como água potável e kits de limpeza, e providenciando o reestabelecimento da região, com energia e limpeza das ruas. Uma equipe nossa vai ficar no local para, junto ao Governo do Estado, ao município e a Defesa Civil, garantir celeridade e dar as respostas o mais rápido possível”, informou o ministro Occhi. Como muitas casas atingidas eram financiadas pela Caixa, o ministro afirmou que uma equipe do banco está na cidade para prestar informações sobre o acionamento do seguro para reconstrução.

FGTS liberado

O ministro do Trabalho, Manoel Dias, também esteve na região e anunciou a liberação do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para as famílias atingidas.

Segundo informações do governo federal, os procedimentos junto ao fundo iniciaram ontem, para que as famílias de Xanxerê tenham condições de dispor de algum recurso para reconstruírem o que foi destruído o mais rápido possível. “O FGTS já foi liberado em outros casos. Vamos tomar todas as providências para que os recursos cheguem até as pessoas que tiveram suas casas destruídas”, afirmou o ministro.

O processo de liberação do FGTS inclui a decretação de estado de calamidade pública pelo município. O prefeito de Xanxerê, Ademir José Gasparini, já assinou o decreto e encaminhou para a Defesa Civil do Estado. A validação passou pela homologação do governador Colombo ontem e agora segue para reconhecimento do Ministério da Integração Nacional.

Em Ponte Serrada, a prefeitura anunciou situação de emergência. Os decretos de calamidade pública e de situação de emergência garantem agilidade no processo de contratação de serviços de reconstrução e compra de produtos, com dispensa de licitação.

Além de Xanxerê, outros municípios registraram danos. Em relatório preliminar da Defesa Civil, as demais cidades com problemas e registro de ocorrência são: Abelardo Luz, Alto Bela Vista, Aratuba, Arvoredo, Bom Jesus, Caxambu do Sul, Chapecó, Concórdia, Cordilheira Alta, Coronel Freitas, Faxina dos Guedes, Guatambu, Ipuaçu, Ipumirim, Itá, Jaborá, Lindóia do Sul, Nova Itaberaba, Ouro Verde, Paial, Passos Maia, Peritiba, Planalto Alegre, Ponte Serrada, Presidente Castelo Branco, São Domingos, Seara, Vargeão e Xavantina.