Por: diario | 18/06/2019

Nos dias 6 e 7 de julho vários atletas terão a oportunidade de se aventurar em Lontras, já que a cidade recebe a Expedição Bituin, etapa que é válida pelo Catarinense de Corrida de Aventura e também pelo Circuito Brasileiro SPOT. Serão duas categorias: a expedição de 109 km e a aventura, com 37 km. Até o momento mais de 60 atletas de 20 cidades diferentes e de seis estados já se inscreveram.

De acordo com o organizador das provas, André Gustavo Wormsbecher, a expectativa é positiva já que as provas são organizadas desde 2008. “A partir de 2012 começamos a coordenar o Campeonato Catarinense e a gente é filiado e conta com a homologação da Confederação Brasileira de Corrida de Aventura. No Circuito Brasileiro os atletas pontuam e o campeão brasileiro tem vaga garantida no final do mundial”, pontua.

Em relação ao evento André comenta sobre como vão funcionar as competições. “A corrida de aventura basicamente é uma prova de orientação por mapa e bússola, onde os atletas percorrem determinados trechos, alternando as modalidades envolvidas que serão canoagem com embarcações infláveis, trekking que seriam as caminhadas e corridas em trilhas e o mountain bike. Eles vão largar do pavilhão de eventos em Lontras e vão fazer trechos alternados ali de cada modalidade e ganha quem chegar mais rápido”, completa.

No sábado (6) os atletas serão recepcionados a partir das 09h até as 12h para o acerto de documentação e entrega de kits. No próprio pavilhão sede do evento as equipes montarão sua área de transição para o mountain bike. Não haverá transporte de bikes, sendo a chegada também de mountain bike no pavilhão de eventos. Haverá ainda das 11h até as 12h45 horário de almoço que será servido no local. A partir das 12h45 até às 13h terá ainda a entrega de mapas, briefing, e as últimas instruções de prova já dentro do ônibus. Às 13h os participantes se deslocaram de ônibus para às 14h iniciar a largada da expedição.

Já a categoria de aventura será realizada domingo (7) e de acordo com o organizador será uma prova mais tranquila. “Além do mapa e bússola, tem uma planilha para ajudar e facilitar a leitura do mapa e ainda permitir a participação de estreantes e pessoas que estão iniciando no esporte, com várias indicações para orientar essas pessoas. Para quem está começando a categoria aventura é pensada nisso, uma prova que facilite a participação, é exclusivamente de dia, uma oportunidade bacana para participar pela primeira vez desse esporte que é a corrida de aventura. Essa categoria será válida pelo Campeonato Catarinense também”, esclarece.

A categoria expedição é considerada uma prova mais difícil por ter parte do trajeto realizada a noite, este ano contará com uma novidade, trata-se do sistema de rastreio via satélite. “A categoria expedição terá um trecho noturno, as equipes devem largar no sábado de tarde e ir até a madrugada, outras amanhecendo o dia de domingo, então eles correm com lanterna e não param porque escureceu, essa etapa é válida tanto pelo Catarinense como pelo Circuito Brasileiro de esporte. Uma novidade é que a prova da expedição contará com sistema de rastreamento spot via satélite onde cada equipe tem um rastreador e a nós da organização temos a localização da equipe a cada 15 minutos”, completa.

Tatiana Hoeltgebaum