Por: diario | 14/04/2018

Sábado dia 7 de abril foi de lembranças e de recordações para quem faz e quem já fez parte da Escola de Educação Básica Vereador Paulo França em Ituporanga. O dia foi dedicado para comemorar os 40 anos de fundação e serviços prestados pela escola, para a comunidade Ituporanguense.
As quatro décadas de atividades foram celebradas com uma programação especial que foi dedicada a ex-alunos, ex-professores e ex-diretores. “Não podíamos deixar passar essa data sem comemorar. E resolvemos chamar quem fez parte da história para celebrar conosco”, explica a diretora Cleusa Weber Roling;

A programação iniciou às 17h, com uma celebração repleta de homenagens e na seqüência um jantar de confraternização “Nós relembramos várias pessoas que foram importantes para o início e a continuidade dos trabalhos. Fizemos questão de homenagear ex-diretores, ex-professores e também ex-alunos, até porque sem os alunos a escola não existiria. Foi um dia de reencontros, de rever os amigos e que ficará na memória de todos que prestigiaram”, comenta.

Histórico da Escola

Através de registros e segundo relato de pessoas da comunidade, a Escola teve sua origem em 1924, localizava-se na pequena comunidade Barragem Sul. O educandário era denominado Escola Mixta Pública de Cerro Negro, funcionava na época com vinte e dois alunos e sua primeira professora D. Julia da Conceição Rosa.

No ano de 1929 a Escola foi transferida da Barragem Sul para Vila do Cerro Negro. E em 1930 Assumiu como professor Leopoldo Pedro Goedert que ficou até 1934. Em 1937 e 1938 a direção passou a pertencer a Professora Maria H. Lenchkul. Neste ano, segundo os arquivos, a escola se denominava Escola Pública Desdobrada do Cerro Negro.

Até então pertencia ao município de Bom Retiro e no ano de 1940, a escola passou para o Cerro Negro, com o comando do Professor Francisco de Assis Basílio Ramos e no ano de 1955 a professora Olanda de Sousa França, assume a direção da escola.
Em 1978 a Escola Básica Vereador Paulo França começou a funcionar nas dependências que é hoje, foi criada pelo decreto 4816/78 de 16 de abril de 1978. A atual diretora Cleusa Weber Roling, explica que escola nasceu da necessidade da comunidade em melhorar o nível de aprendizagem dos filhos. “Ela foi construída para atender uma necessidade da comunidade e recebeu este nome em homenagem ao Vereador Paulo França que dedicou toda sua vida pelo bem do povo em melhoria da comunidade, assegurando assim a permanência dos filhos dos agricultores ao convívio da família e ajudando seus pais na lavoura”, conta.

No dia 24 de novembro de 1973 Paulo França morreu prematuramente aos 38 anos de idade. Ele faleceu quando assumia a vaga na Câmara de Vereadores de Ituporanga. “Foi um mandato de muitas obras e aquisições. Mas a obra que mais justificou suas lutas e passagem dele pela vida pública é hoje a Escola de Educação Básica Vereador Paulo França”, relembra a diretora acrescentando ser a única escola da região localizada no interior do município, em região privilegiada junto ao parque de exposição do Cerro Negro as margens da rodovia SC-350.

No ano de 1976 a Escola depois de um parecer favorável no 263/77, começaram as aulas em um prédio construído para esta finalidade com verba proveniente do Ministério da Educação e Cultura e as escolas vizinhas passaram a fazer parte da Escola Isolada de Cerro Negro.
A inauguração da mesma ocorreu no dia 02 de outubro de 1977, com a presença então Governador do Estado de Santa Catarina Antônio Carlos Konder Reis e demais autoridades do ensino. Porém o efetivo funcionamento se deu no início de 1977 com mais uma inauguração, dessa vez prestigiada com autoridades locais. A solenidade para o inicio efetivo das atividades ocorreu no dia primeiro de abril de 1978, conforme consta no livro de comemorações da Unidade Escolar.

No ano de 1979 foi constituída a primeira Associação de Pais e Professores (APP), uma entidade jurídica de direito privado, com a finalidade de colaborar para o aperfeiçoamento do processo educacional, para a assistência a escola e para a integração escola-comunidade. “A APP ainda faz parte da escola e hoje sua principal função é atuar, em conjunto com o Conselho de Escola, na gestão da Unidade Escolar, participando das decisões relativas à organização e funcionamento escolar nos aspectos administrativos, pedagógicos e financeiros”, explica Cleusa.

Inicio das atividades como Escola Básica de Ensino

A instalação da Escola Básica, oficialmente deu-se no dia 1o de abril de 1978. No ano de 1981, a escola contava com 200 alunos regularmente matriculados abrangendo alunos 1o a 8o Séries do primeiro grau (assim denominado na época). Neste mesmo ano foi construída uma nova ala com mais duas salas de aula, com recursos próprios da APP. No ano de 1998, a APP construiu com recursos próprios duas salas ambientes, uma com 64m2 e a outra com 48m2, visando a instalação de dois laboratórios de informática. E no ano de 2002 a escola passou por outra reforma e ampliação.
Através do decreto no 4.159 de 5 de março de 2002 reconhece cursos de Ensino Médio. O Governo do Estado de Santa Catarina usando de competência privativa por meio da Lei Complementar no 170 de 7 de agosto de 1998, reconheceu a Escola de Educação Básica Vereador Paulo França integrante da rede pública estadual de ensino município de Ituporanga..
No ano de 2007 a Escola adquire mais uma construção com seis salas de aula, depósitos e sanitários, uma rampa de acesso a referida unidade escolar, isto nos fundos do prédio facilitando o acesso dos alunos e funcionários que ali transitam e uma quadra coberta.
Atualmente a EEB. Vereador Paulo França, conta com um quadro pessoal de trinta e três funcionários, sendo uma diretora geral, um assessor, duas Assistente Técnico Pedagógica, uma Assistente de Educação, doze professores efetivos, quinze Professores Admitidos em Caráter Temporário. “Destes profissionais todos habilitados e a maioria com pós-graduação”, se orgulha a diretora.
A escola atende hoje o Ensino Fundamental, séries iniciais, matutino e vespertino, Ensino Fundamental, séries finais, matutino e vespertino, e o Ensino Médio, matutino e vespertino. Possui uma área física de dez mil metros quadrados, com uma área construída de aproximadamente de sete mil metros quadrados.

“Eu considero uma escola que pra comunidade é muito importante. Atende alunos de praticamente 20 localidades vizinhas. Do Rio Engano até a Vila Nova, os estudantes freqüentam a EEB Vereador Paulo França. Tenho orgulho de fazer parte dessa história e de hoje poder contribuir com o desenvolvimento desses cerca de 600 alunos que diariamente freqüentam a escola”, finaliza a diretora.

 

 

Adriane Rengel