Por: diario | 25/09/2018

O candidato ao Governo de Santa Catarina pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Décio Lima, esteve em Rio do Sul nessa segunda-feira (23) e em entrevista ao Jornal Diário do Alto Vale, falou sobre as propostas para a região. Décio apresentou os projetos, assim como a medida de extinção das Agências Regionais de Desenvolvimento (ADR), como forma de reduzir os custos do Estado.

Sobre infraestrutura e obras, Décio falou da importância da BR-470, uma obra que sofreu com diversos processos históricos e, ainda, é uma reivindicação dos catarinenses.

“Quero dizer para aquele que me acompanha, que não há obra mais importante em Santa Cantarina, como indutora do desenvolvimento econômico e como símbolo do descaso, do que a obra que precisamos fazer de duplicação da BR-470. É uma obra federal, mas eu serei um governador que vou tratar desse tema de forma prioritária”, disse.

Quer receber as notícias no Whatsapp? Clique aqui

Ainda sobre a infraestrutura rodoviária, a SC-425, que dá acesso à Mirim Doce foi uma obra bastante complicada e que apresentou problemas antes mesmo de ser concluída. Agora, a cidade aguarda a conclusão do projeto de reforma.

“Ou vamos renovar e interromper esse descaso de um Governo ausente, ou nós vamos continuar com esses mal exemplos, que infelizmente não tocam a vida do nosso povo com aquilo que deveríamos fazer que é obrigação do Estado”, conta.

O candidato ressaltou que se eleito, nos primeiros 60 dias, vai preparar junto dos setores produtivos das regiões, as pautas prioritárias para os quatro anos de Governo e fazer investimentos de R$10 bilhões com recursos próprios do Estado através de financiamentos.

Outra proposta, seria a extinção das ADRs. “Eu serei um governador cujo primeiro ato será extinguir esse cabide de empregos que ficou conhecido como ADRs, que não descentralizam, que criam uma estrutura para atender os benefícios de partidos políticos em desprezo ao povo de Santa Catarina. Ali são consumidos R$644 milhões e nós vamos interromper”.

Uma das soluções apresentadas por ele, seria a simplificação de processos burocráticos através do uso de aplicativo para celular.

Décio falou também sobre a segurança pública, a falta de efetivo, a superlotação dos presídios e os crimes contra mulheres.

“Nós vamos interromper isso, vamos investir nas políticas da Polícia Militar, da Polícia Civil, da inteligência, da tecnologia. Vou criar o SUSP, um Sistema Único de Segurança Pública, porque nós também, junto com a segurança pública nós temos que envolver as políticas humanas, que aliás, aprendi como prefeito de Blumenau, que são as mais importantes e as mais baratas”.

Na educação, o sucateamento das escolas estaduais deverá ser substituído por inovação e tecnologia. “Vamos valorizar o grande patrimônio que nós temos na educação que são nossos professores. Vamos dobrar o piso salarial, fazer uma carreira para o entusiasmo na vida acadêmica, para que ele possa crescer, e, em parceria com os professores, trazer os alunos da evasão escolar para dentro da escola”, conta.

Quer receber as notícias no Whatsapp? Clique aqui

Já para a agricultura familiar, uma das ideias de Décio que já foi implementada em Blumenau, será o “Prove”. “Ele vai transformar o produto em um valor agregado. Vou dar uma inspeção rápida, com a marca Prove Santa Catarina e garantir que esse produto, no primeiro momento faça parte da merende escolar. E no mesmo alcance estará em todo o varejo”.

Além disso, o candidato falou em levar tecnologia e acesso à internet para o campo. “Quero levar a banda larga para todos os cantos de Santa Catarina, para que nós possamos agregar no processo de industrialização a família do agricultor, para isso nós temos que oferecer esse mundo da inclusão digital”, finaliza.

Susana Lima