Por: diario | 05/06/2017

Em poucas horas já choveu mais que o esperado para todo mês de junho em alguns municípios de Santa Catarina, principalmente em cidades entre o Oeste, Serra e Grande Florianópolis, conforme a Secretaria de Estado da Defesa Civil. A média mensal de precipitação fica entre entre 80 a 130 mm na maior parte da cidades. No Oeste, os valores são maiores e podem chegar a 180 mm.

Uma frente fria chegou domingo (4) ao estado e provocou chuva em todas as regiões. Houve registro de temporais com raios e trovoadas em muitas cidades.

Alagamentos e quedas de barreiras causaram interdições em rodovias (veja os trechos).

 

Volumes mais altos:

  • 194 mm Campo Belo do Sul
  • 192 mm Bocaina do Sul
  • 173 mm Lages
  • 168 mm Alfredo Wagner
  • 139 mm Abdon Batista
  • 133 mm Otacílio Costa
  • 127 mm Bom Retiro
  • 114 mm Chapadão do Lageado
  • 114 mm Urupema
  • 107 mm Leoberto Leal
  • 103 mm Zortéa
  • 100 mm Rancho Queimado

 

Pessoas afetadas

Segundo a Defesa Civil, 1030 pessoas estavam em abrigos públicos nesta segunda-feira (5). Conforme o último boletim, 685 foram para casa de parentes e amigos e mais de 8 mil foram afetadas de alguma maneira pelas chuvas da última semana. A cidade com mais pessoas em abrigos é Rio do Sul, no Vale do Itajaí, com 564 pessoas em 12 desses locais.

Pelo menos 80 municípios registraram ocorrências com chuva intensa, inundação, alagamento, enxurrada e vendaval nos últimos dias.

Cinco cidades registraram enxurradas na noite de domingo: Agrolândia, Petrolândia, Imbuia, São José do Cerrito e Bom Retiro. Em São José do Cerrito foram 40 casas atingidas e 24 em Bom Retiro. A Defesa civil não informou os prejuízos nos outros municípios.

A orientação da Defesa Civil é evitar contato com a água de áreas alagadas e que qualquer indicativo de movimentação de terra em áreas de encostas sejam informada à Defesa Civil, pelo telefone 199.

Fonte: G1 SC