Por: diario | 02/05/2017

Pela primeira vez, quem pagou o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em Rio do Sul pôde contribuir com a Defesa Civil do município. Isso porque todo o valor arrecadado através da Taxa de Proteção aos Desastres (TPD) – aprovada no ano passado e inserida no carnê do IPTU 2017 – será destinado para o Fundo Municipal de Proteção e Defesa Civil de Rio do Sul (FUMPDEC). Os quase R$ 730 mil angariados servirão para ações de prevenção e assistência à população em casos de tragédias.

O secretário de Administração e Fazenda, Alexandre Pereira, explica que o investimento terá como finalidade minimizar os efeitos de potenciais desastres, além de atender a comunidade rio-sulense em momentos de calamidade. “Esse dinheiro será muito bem investido. Já temos a primeira aquisição da aplicação do fundo, que é a de um caminhão toco 4×4, que destinaremos ao Corpo de Bombeiros de Rio do Sul”, explica o secretário. O valor investido no caminhão é de R$ 165 mil, e, segundo Pereira, o veículo será utilizado para o transporte e resgate de pessoas ilhadas, transporte de remédios e alimentos, além da reabilitação de cenários.

Para o diretor da Defesa Civil, Moacir Cordeiro, a participação e o apoio da administração municipal são essenciais para que o órgão continue protegendo a população rio-sulense. “O conjunto de ações preventivas, de socorro assistencial e reconstrutivas, destinadas a evitar ou minimizar os desastres, preservar a moral da população e restabelecer a normalidade social, são funções da Defesa Civil”, finalizou Cordeiro.

 

Últimas notícias:

Dia Mundial de Combate à Asma

Dia do Pedal reúne 850 pessoas

Bandeira vermelha será mantida em maio

Bancos terão que oferecer canais para denúncia de práticas ilícitas