Por: diario | 06/01/2019
O pensamento criativo é uma qualidade comum aos seres humanos. Entretanto, há quem a desenvolva mais do que outros, por conta de uma diversidade de fatores como o ambiente familiar e os relacionamentos sociais. A criatividade, se bem estimulada, terá papel fundamental no desenvolvimento das crianças em áreas como a resolução de conflitos, por exemplo, e lhes dará maior independência na maneira de pensar e assimilar as diferentes situações que as cercam. Diante disso, os pais podem e devem ajudá-las a serem mais criativas, incentivando um pensamento crítico e a sensibilidade em relação ao ambiente em que vivem. Grande tarefa, não? Mas, calma. Existem alguns exercícios que podem ajudar a potencializar esse pensamento nas crianças:

1. Respeite o tempo de brincadeira delas

Encher a agenda dos pequenos com atividades extracurriculares e outras obrigações, não é a maneira mais apropriada de estimular sua criatividade. É importante que as crianças desfrutem de um longo período de brincadeira livre guiadas por sua imaginação. Assim, por mais simples que pareça a atividade, ela estará aumentando sua capacidade criativa.

2. Proporcione um ambiente inspirador

Os pais podem criar em casa um ambiente onde a criatividade é estimulada nas pequenas coisas. Murais podem ser espalhados em lugares onde as crianças consigam pintar livremente, caixas podem ser deixadas à disposição delas para que seus “tesouros” possam ser guardados e é interessante que a família tenha jogos e outros brinquedos criativos para brincarem juntos.

3. Evite guiar suas brincadeiras 

Crianças gostam de criar seus próprios jogos e até mesmo “aprimorar” aqueles que já são conhecidos. Permita a eles colocarem as novas ideias em prática sem interferir. Se quiserem empilhar as peças de um quebra-cabeças ao invés de monta-lo, deixe. Quando tiver uma oportunidade mostre a maneira correta de brincar, mas o encoraje a buscar novas possibilidades.

4. Incentive as experiências

Ofereça às crianças uma diversidade de materiais para que possam dar vazão à criatividade. Papéis em branco, tintas e lápis coloridos, materiais recicláveis e outros itens que possam estar à disposição delas para brincar quando quiserem. Quando estiverem com esses materiais em mãos, dê a elas a possibilidade de liderarem uma nova brincadeira, sendo livres para agir.

5. Permita que elas escolham uma atividades extracurricular

Pode ser um esporte, aulas de música, pintura ou qualquer outra atividade que a criança ache interessante. Talvez um amigo da escola tenha começado a praticar um esporte que brilhe aos olhos de seu filho ou durante a aula ele perceba que tinta e papel é o que há de mais interessante na vida. Sentem-se e conversem sobra a possibilidade e encoraje-o a testar aquela atividade para ver se realmente lhe agrada.

Por  Hacer Familia