Carmen Marangoni

13/07/2018

Bah!

Porto Alegre era a maior cidade do mundo. Isso aconteceu quando fui viver nela. A extensão das ruas era um exagero. A largura também. O vaivém. O frenesi. Tudo me...

22/06/2018

Vento nos cabides

Hoje arrumei o guarda-roupa. Abri as portas disposta a quase esvazia-las. Não foi para tanto. Mas cavei um espaço. As pilhas que mais me incomodavam eram aquelas onde estavam dobradas...

20/05/2018

A festa da literatura será em Taió

Taió está à espera. Na semana que vem muita gente vai chegar à cidade. Alguns para assistir, outros para serem ouvidos. Aplaudidos. Vai ter troca. Vai ser de sacodir as...

05/05/2018

Acompanhada de mim

Já abri vidro de pepino sem pedir ajuda pra ninguém. Também já tive que tomar banho gelado no inverno por falta de alguém que pudesse trocar o chuveiro queimado. Já...

28/04/2018

Acordei sem despertador. Ainda de olhos fechados, sentia que era cedo. A primeira imagem desta segunda-feira foi a persiana de madeira maciça. Parecida às de casas de sítio. Uma tábua...

21/04/2018

Feliz aniversário, Rio do Sul

Em abril Rio do Sul está de aniversário! Resolvi presentear a cidade com uma poesia do meu primeiro livro “Cartas para Frankenberger”. É uma forma de lembrar a data. É...

14/04/2018

Equilibradamente insano

Não almocei minha marmita. Ela seria servida com chá verde que veio do Japão. Um luxo. O almoço foi no Rouxinol. A conversa se estendeu até fecharem as cortinas. A...

07/04/2018

Adeus seu Waldir

Acordo às 6h06 todos os dias. É quase um ritual ditado por uma superstição. Hoje, ao abrir os olhos, a primeira mensagem da sexta-feira foi o anúncio da morte do...

31/03/2018

É sobre ter o céu como limite

Na vida a gente precisa ser valente. Estar vivo requer força. Acordar, realizar, sentir, ser, aprender, entender, corrigir, dormir. Acordar de novo e de novo e (re)começar. Mas esta valentia...

26/03/2018

Mais cores, mais sombra, mais bela!

Ontem, como em todos os outros dias da semana, seguia pela Rua XV de Novembro, em Rio do Sul, a caminho de casa, depois do trabalho. Eu gosto da XV...

17/03/2018

Welcome to London Luton Airport

Alguns esperam a viagem. Outros esperam quem viaja chegar. Irão para o aconchego da casa ou para o improviso do mundo. Mas isso é depois, agora, tudo acontece nesse intervalo...

10/03/2018

Desejo que você se conheça e a conheça também

Lá vem o fusquinha da Epagri. Dentro, uma jovem que ainda fica corada ao falar em público, mas que já leu grandes obras da literatura, principalmente voltadas à filosofia. O...

25/02/2018

Conversa escrita

O eu precisa do nós...

Jonathas Guerra