Carmen Marangoni

12/01/2019

Vento nos cabides ou feliz ano realmente NOVO

Hoje arrumei o guarda-roupa. Abri as portas disposta a quase esvaziá-las. Não foi para tanto. Mas cavei um espaço. As pilhas que mais me incomodavam eram aquelas onde estavam dobradas...

02/12/2018

Conversa escrita com Carmen Marangoni

Nesta semana vi uma professora engasgar. E o choro dela comoveu a todos. Era de alegria esse choro. Era por conta do trabalho que a gente tinha acabado de fazer....

24/11/2018

Faltou luz, corri para a infância

Faltou luz no Bom Fim. Não foi uma faltinha passageira desta que nem dá tempo de achar e acender uma vela. Foi um intervalo de intermináveis duas horas. Fechei a...

10/11/2018

Um cavalheiro. Um galã. Um avô trampolim.

Pego um táxi porque estou atrasada e enquanto Lisboa vai se modificando pela janela, vou pensando no Seu Hermínio. Quanto amor naquela pessoa. E que baita coincidência ele ser africano....

27/10/2018

O destino das galinhas é a morte ou por que a costureira quer ser manca?

Encontrei a costureira na saída da rua São Paulo. Cumprimentei-a, e como nossa relação é quase de parentesco, lancei a pergunta, meio cantadinha, destas que já entusiasmam para uma boa...

20/10/2018

O que só passarinho entende

Quando vi a Gloria Menezes pessoalmente a achei muito mais magra. E também muito mais bonita e principalmente talentosa. Era incrível a potência daquela voz. A expressão daquele corpo. Como...

29/09/2018

Conversa Escrita

Hoje a caminho do supermercado vi um menino. Era um menino magrinho. De uniforme muito bem lavado. Com uma mochila grande. Que parecia pesar-lhe nas costas. Ele atravessava a rua....

22/09/2018

É primavera

Você certamente já ouviu as pessoas falarem: fulana de tal tem uma mão boa para plantar. A salsinha, o repolho, a cravina. Tudo brota verde e vistoso no jardim e...

14/09/2018

O textinho desta semana foi tirado do livro Olhares, escrito em parceria com o escritor Gabriel Gómez.

Estou em casa. Meus pais não sabem que te vejo. Ainda nem completei oito anos. Estão distraídos demais para perceber-te. Concentram-se em ser casal. E minha nossa, como se bastam...

01/09/2018

Quando escolhi ser feliz

O tempo corre e a gente não tira tempo para ler um livro. Assistir um filme até o fim. Praticar uma nova receita. Tudo isso é luxo. Não temos tempo...

24/08/2018

Como me tornei leitora e fã de Alcides Buss

Fui convidada em cima do laço para mediar uma conversa com o escritor catarinense, nascido em Salete, Alcides Buss. Ele veio à Rio do Sul para lançar o livro “Em...

18/08/2018

Vida sem maquiagem

Nesta semana tirei um dia inteiro para os meus pais. Para ser exata, a quinta-feira foi praticamente dedicada à minha mãe. Ela tinha consulta de tarde. Fui pra lá de...

10/08/2018

Delicadamente forte ou o exercício da paciência

Vou te pedir um esforço. Ou, se não for esforço, pelo menos uma tentativa. Que você enxergue, buscando nas suas memórias e experiências, a visão de uma avó. Com o...

03/08/2018

De Rio do Sul para o mundo

Você já se imaginou fazendo uma mochila para dar a volta ao mundo? O que não poderia faltar nela? O que jamais pensaria em levar? Por quais lugares gostaria de...

28/07/2018

Feliz aniversário, Agrolândia

Em Agrolândia sempre serei uma garotinha com memórias doces. Talvez seja por isso que eu gosto tanto de estar lá. É porque os meus primeiros 18 anos de vida foram...

13/07/2018

Bah!

Porto Alegre era a maior cidade do mundo. Isso aconteceu quando fui viver nela. A extensão das ruas era um exagero. A largura também. O vaivém. O frenesi. Tudo me...

22/06/2018

Vento nos cabides

Hoje arrumei o guarda-roupa. Abri as portas disposta a quase esvazia-las. Não foi para tanto. Mas cavei um espaço. As pilhas que mais me incomodavam eram aquelas onde estavam dobradas...

20/05/2018

A festa da literatura será em Taió

Taió está à espera. Na semana que vem muita gente vai chegar à cidade. Alguns para assistir, outros para serem ouvidos. Aplaudidos. Vai ter troca. Vai ser de sacodir as...

05/05/2018

Acompanhada de mim

Já abri vidro de pepino sem pedir ajuda pra ninguém. Também já tive que tomar banho gelado no inverno por falta de alguém que pudesse trocar o chuveiro queimado. Já...

28/04/2018

Acordei sem despertador. Ainda de olhos fechados, sentia que era cedo. A primeira imagem desta segunda-feira foi a persiana de madeira maciça. Parecida às de casas de sítio. Uma tábua...

Jonathas Guerra