Por: diario | 24/09/2019

Helena Marquardt

No Alto Vale, casos de Leptospirose e Hantavirose, doenças transmitidas pela urina de ratos, têm preocupado os órgãos de saúde que buscam levar orientação principalmente aos agricultores. Só em Aurora, nos últimos 10 dias, já foram dois casos confirmados e outros dois suspeitos ainda estão sendo analisados.
A enfermeira da Gerência Regional de Saúde, Ana Paula Sebold Zimmermann, explica que o alerta é principalmente para os agricultores e que a orientação é de cuidado redobrado com o manejo de produtos agrícolas e grãos que possam ter tido contato com ratos.

“Essa é uma época onde tudo fica mais verde e que os ratos começam a sair mais e as próprias pessoas começam a fazer mais atividades ao ar livre, sair para pescar, mexer no maquinário, então por isso tem mais casos”, relata.

Ela alerta que a Hantavirose e a Leptospirose são doenças graves e com alta letalidade se não forem diagnosticadas precocemente, por isso o momento é de preocupação. Em aurora dois casos foram notificados no Ribeirão Areia, um na localidade de Nova Itália e um no São Martinho.

Com o índice preocupante, o foco dos profissionais de saúde têm sido a prevenção. “Então recomendamos que os agricultores mantenham os grãos e alimentos como batatas, aipim e outros comestíveis bem armazenados em lugares fechados para que os roedores não tenham contato e quando forem manusear esses produtos, os maquinários ou ter contato com água de lagoa, que usem luvas e botas de borracha para evitar a Leptospirose e máscaras em galpões fechados para evitar a Hantavirose que é transmitida pelo ar, pela inalação”, esclarece.
Outra indicação é limpar os ranchos, galpões e locais possivelmente contaminados com uma solução com cloro.

Mobilização para levar orientação

Para alertar sobre a situação e orientar a população, a enfermeira diz que profissionais da Regional de Saúde têm visitado algumas comunidades de Aurora e já estiveram na localidade de São Martinho e Santo Antônio, onde os grupos hipertensos e diabéticos tiveram uma roda de conversa sobre Leptospirose e Hantavirose.

“Em Aurora, provavelmente por conta da cultura agrícola e a forma como o município se distribui em relação ao rio, temos um alto índice dessas doenças. Sempre temos essas notificações, mas em menos de 10 dias tivemos quatro pacientes, dois confirmados e dois que ainda serão confirmados pelo Lacen. Inclusive um dos pacientes era jovem e precisou ficar na UTI por causa de uma disfunção renal bastante severa em virtude da Leptospirose”, disse.

Fique atento aos sintomas

Os sintomas da Leptospirose são parecidos com os de outras doenças, como a gripe e a dengue e o paciente pode apresentar febre, dor de cabeça, dores pelo corpo, principalmente nas panturrilhas, podendo também ocorrer vômitos, diarreia e tosse. Já entre os sintomas da Hantavirose estão febre, rubor facial, dor muscular, dor de cabeça, dor lombar, dor abdominal, sintomas gastrointestinais como náuseas e diarreia.